Polícia

Ex-membro de facção é executado com 5 tiros porque resolveu abandonar o crime

Antes de morrer, vítima, convertida à Igreja Assembleia de Deus afirmou que preferia morrer do que voltar à criminalidade.

Compartilhe:
O corpo foi levado ao IML da Politec para necropsia.

Um jovem de 24 anos de idade foi executado no fim de semana na Avenida Lua, no bairro Jardim Marco-Zero (Zona Sul de Macapá). A reportagem do Diário do Amapá apurou que a vítima, identificada como Odiney Santos da Silva foi assassinada por ordem do comando de uma facção criminosa em represália por ter abandonado a criminalidade.


“Era quase uma e meia da tarde quando uma moto ocupada por dois homens que abordaram o rapaz, estavam com  capacetes e o carona disparou 5 tiros, dos quais 4 atingiram o tórax e 1 a cabeça. Não houve tempo pra nenhum reação, e ele caiu morto na hora”, contou uma testemunha, que não se identificou.

A mesma fonte revelou que antes de ser morto, Odiney pediu aos irmãos da Igreja Assembleia de Deus, à qual passou a congregar recentemente, que orassem por ele. “Ele disse que estava sendo perseguido pelos antigos companheiros dessa facção, por não aceitarem que eles os abadonasse; inclusive antes de morrer ele pediu para que nós orássemos por ele, pois estava marcado para morrer, como de fato infelizmente acabou acontecendo”, lamentou.

O corpo foi levado ao IML da Politec para necropsia. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, mas até o fechamento desta matéria ninguém foi preso.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *