Polícia

Justiça solta homem que agrediu cachorro com terçadada na cabeça

Caso ocorreu na tarde de domingo (18) no bairro Cidade Nova I. Elton Brito, de 30 anos, desferiu uma terçadada na cabeça do cachorro ao perseguir um desafeto que ele tentava agredir.

Compartilhe:

O juiz Diogo de Souza Sobral, do Núcleo de Garantias da Comarca de Macapá, negou durante audiência de custódia, na manhã desta segunda-feira (19), o pedido de conversão de prisão em flagrante em prisão preventiva requerido pela Polícia Civil contra Elton de Souza Brito, de 30 anos, que na tarde deste domingo (18) golpeou na cabeça um cachorro no bairro Cidade Nova I, zona leste de Macapá.

 

A profundidade do golpe fez com que o pequeno animal tivesse perda de massa encefálica. Segundo o sargento Jorge Sá, do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) Elton estava armado com um terçado e teria ido acertar contas com um desafeto.

“Essa ocorrência se passou por volta de 16h30. Esse marginal tentou contra a vida de uma pessoa que conseguiu escapar. Como ele não alcançou o alvo, decidiu agredir o animal. Tivemos muito trabalho para localizá-lo e efetuar a prisão”, disse o sargento.

Durante a prisão, Elton reagiu, desacatou e ameaçou os policiais. Ele foi indiciado com incurso nos três crimes previstos em lei. O agressor foi apresentado no Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, para o animal também foi levado.

Comovidos com o caso, policiais civis que estavam no plantão decidiram apelar às redes sociais para garantir o tratamento do animal. O cão foi levado para uma clínica particular e o atendimento – com todos os medicamentos e procedimentos – custou mais de R$ 700. Os policiais fizeram uma ‘vaquinha’ e conseguiram, com ajuda de outras pessoas, o valor necessário.

Porém, o animal ainda precisará continuar o tratamento. O futuro dele ainda é incerto, mas os próprios policiais iniciaram outra campanha para que o cão seja adotado.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

Texto: Elden Carlos

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *