Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Polícia

Pai diz que ação rápida de policiais militares salvou a vida do filho de 4 anos

Juliano Reis, de 4 anos, foi levado à UPC Macapaba desfalecido nos braços do pai depois de ter convulsionado em razão de uma febre alta.


Elden Carlos
Editor-chefe

 

A ação rápida de policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), de plantão na Unidade de Policiamento Comunitário (UPC) Macapaba, no dia 4 deste mês, foi determinante para manutenção da vida do pequeno Juliano Reis, de 4 anos, que foi socorrido pela cabo Micheli Souza e o soldado L. Gomes, quando apresentava sinais de convulsão decorrente de uma febre alta.

Segundo o pai da criança, Jeferson Reis, que mora no Macapaba 2, o garoto começou a apresentar febre alta por volta de 20h. Ele declarou que o filho convulsionou, desmaiando em seguida.

 

“Meu filho desmaiou dentro do apartamento em razão da convulsão. Ele estava bem momentos antes. Saímos desesperados com ele desfalecido nos braços gritando por ajuda e nos direcionamos até a UPC. Os policiais prestaram socorro rapidamente e levaram o Juliano para dentro da base. A cabo Michele e o soldado Gomes colocaram ele embaixo do chuveiro para baixar a febre. Eu não tinha esse conhecimento. Ao mesmo tempo, eles acionaram o Ciodes no sentido de pedir resgate médico, mas as ambulâncias do Bombeiros e Samu estavam em atendimento. Foi quando eles acionaram a VTR 1721 onde estavam o cabo Portela e os soldados Fábio Corrêa e Diego Pereira. Foram eles que levaram meu menino rapidamente ao hospital”, disse o pai.

 

Segundo Jeferson Reis, o atendimento prestado pelos militares foi determinante para a garantia da manutenção da vida do pequeno Juliano. “Meu filho já estava todo roxo e mole. Tenho plena certeza de que se não fosse a ação rápida e precisa dos policiais o fim da história seria trágico para nossa família. Eles foram verdadeiros heróis. Eu sempre confiei no trabalho da PM e agora posso afirmar que vou prestar concurso público para me tornar um deles”, concluiu o pai.

Juliano Reis foi levado para o Pronto Atendimento Infantil (PAI) onde foi estabilizado e recebeu o atendimento especializado. Ele recebeu alta médica e está em casa, ao lado da família.

Reportagem: Jair Zemberg


Comente