Polícia

Pai entrega o filho de 16 anos foragido do Cesein à polícia

Decisão

Compartilhe:

Medo, amor, insegurança? O que leva um pai a entregar o próprio filho à polícia? São perguntas ainda sem respostas plausíveis, mas foi o que fez um pai na madrugada de domingo, 22, ao chamar a Polícia Militar (PM) entregar o próprio filho – de 16 anos – que estava foragido do Centro Socioeducativo de Internação Masculina do Amapá (Cesein) desde o Dia das Mães, quando ele recebeu medida de liberdade para passar a data com a família.

Como não retornou no dia e horário marcado ao centro, acabou considerado foragido pelas autoridades. O menor cumpre medida socioeducativa por ato infracional análogo ao crime de homicídio.

Segundo a polícia, no início do ano o adolescente havia assassinado um homem no conjunto habitacional Macapaba. Após ser apreendido, o menor já havia escapado três vezes do Cesein. O pai, temendo pela própria vida do garoto, resolveu acionar a polícia na madrugada para que o filho cumpra a pena restritiva no centro.

“Preciso recuperar meu filho. Temo que nessa condição [de foragido] ele possa ser morto caso a polícia o localize e ele se rebele. Dói meu coração, minha alma, mas esse é o correto”, desabafou o homem.

“É algo raro de ocorrer, mas vemos a preocupação desse pai. Infelizmente o filho saiu fazendo uma espécie de ameaça ao pai por tê-lo entregue, mas esperamos que ele [filho] possa se convencer de que este senhor está lutando apenas pelo seu bem”, relatou um dos policiais.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *