Polícia

PF e PC combate crime de pornografia infantil no Vale do Jari (AP)

Operação ‘Salus’ foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (14). Um homem, de 23 anos, alvo dos federais, foi preso em flagrante com conteúdo pornográfico.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor-chefe

 

A Polícia Federal (PF), em parceria com a Polícia Civil do município de Vitória do Jari, na região sul do Amapá, cumpriu um mandado de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (14) durante a operação Salus, que busca reprimir crimes relacionados a pornografia na internet envolvendo crianças e adolescentes.

O alvo da operação foi um homem, de 23 anos, que segundo informações levantadas por organizações internacionais que combatem essa prática criminosa, e que foram repassadas à PF, mantinho em seu arquivo pessoal mais de 740 imagens contendo a prática de exploração sexual infantil.

Alguns dos conteúdos teriam sido produzidos pelo próprio investigado. Roupas de cama – que aparecem nas imagens – foram apreendidas durante as buscas, reforçando a tese de que ele produzia material caseiro com menores. Outras imagens foram apreendidas no celular do alvo.

O homem foi preso em flagrante por armazenamento de material pornográfico envolvendo criança e adolescente e conduzido à delegacia de Polícia Civil de Vitória do Jari, que prestou o apoio logístico para realização do procedimento.

É a segunda operação que a Polícia Federal realiza no estado este ano para coibir esses crimes. A primeira foi a ‘Lar Seguro’, em julho, quando outro homem foi preso em flagrante pela mesma prática.

O crime de armazenamento de conteúdo relacionado à pornografia infantil tem pena prevista de até 4 anos de reclusão e pagamento de multa. Já a produção desse tipo de arquivo pode ocasionar em 6 anos de reclusão e multa.

*Salus é uma palavra em latim que significa “salvação”, em referência à ação da polícia para coibir a prática desse crime contra as crianças e adolescentes.

Imagens: Divulgação/PF

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *