Polícia

PF investiga quadrilha que planejava roubos contra agências dos Correios de dentro do Iapen

Segundo a PF, as investigações iniciaram em 2019, quando houve uma tentativa de arrombamento à agência dos Correios na cidade de Laranjal do Jari, a região Sul do Amapá.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor-chefe

A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta terça-feira (02) dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva nas cidades de Macapá e Laranjal do Jari durante a operação Murucutu. O objetivo é desarticular uma organização criminosa com  atuação em todo o estado do Amapá e que tem como foco principal ações de furto e roubo contra agências dos Correios.

Segundo a PF, as investigações iniciaram em 2019, quando houve uma tentativa de arrombamento à agência postal na cidade de Laranjal do Jari. Na ocasião, uma equipe policial se deslocou ao local para realizar perícias e diligências preliminares.

Com o avanço dos trabalhos, a Polícia Federal concluiu que a ação criminosa fora orquestrada de dentro no sistema penitenciário, e a execução realizada pelos ora investigados. Os criminosos abriram buracos nas paredes para tentar acesso ao interior da agência.

Os envolvidos poderão responder por furto qualificado e organização criminosa, crimes cujas penas podem ser de até 16 anos de reclusão.

 

‘Murucutu’ é uma ave conhecida como pica-pau da região amazônica, numa referência à forma empregada na ação criminosa: fazendo buracos.

Imagens: Divulgação/PF

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *