Polícia

Preso homem que matou com mais de 20 terçadadas professor no interior do Amapá

Professor, de 40 anos, foi assassinado com mais de 20 terçadadas em Itaubal do Piririm. Criminoso foi preso na zona rural de Macapá nesta terça-feira (09).

Compartilhe:

Agentes da Delegacia de Polícia do Interior (DPI) prenderam por volta de 6h da manhã desta terça-feira (09) Jackson Miguel Costa Saraiva, de 20 anos, que confessou ter assassinado a golpes de terçado o professor e sindicalista Kelton Regy Amaral dos Santos, de 40 anos. O crime ocorreu na madrugada de 23 de junho deste ano na sede do município de Itaubal do Piririm, distante 110 quilômetros de Macapá.

Nesta segunda-feira (08) o juiz Luiz Carlos Kopes, da Vara Única de Ferreira Gomes, decretou a prisão preventiva do criminoso. No dia 24 de junho o mesmo magistrado havia liberado Jackson em audiência de custódia.

Com o mandado de prisão preventiva em mãos, os agentes foram até a comunidade quilombola de Curiaú Mirim, zona rural da capital, onde o homem acabou preso. “Ele estava homiziado em uma residência afastada, no meio da mata, mas logramos êxito na localização e prisão”, disse um dos agentes.

O delegado Sandro Torrinha, titular da DPI, afirmou que agora e Polícia Civil poderá, enfim, esclarecer a motivação para o homicídio brutal. Jackson chegou a alegar legítima defesa, mas o laudo necroscópico apontou que o professor foi morto com mais de 20 terçadadas, inclusive, com algumas delas chegando a quase decepar membros superiores. O juiz, na reforma da decisão, afastou a tese de legítima defesa e considerou o ato como bárbaro e cruel.

Agora, após ser ouvido em depoimento, Jackson passará por exame de corpo delito na Polícia Técnico-Científica (Politec) antes de ser encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen)

Imagem: Divulgação/PC

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *