Polícia

Proprietário de bar é executado com três tiros no bairro Cidade Nova

Foi a segunda execução em menos de 5 horas na Zona Leste, em Macapá. Dessa vez a vítima foi um homem de 15 anos. Mais cedo, no final da tarde deste sábado (25), um jovem de 15 anos também foi executado com pelo menos 4 tiros.

Compartilhe:

O bairro Perpétuo Socorro (Zona Oeste de Macapá) foi palco de duas execuções em menos de cinco horas neste sábado (25). Dessa vez a vítima foi Edson Cordeiro Gomes, de 29 anos, que foi morto com três tiros na nuca, no Bar dos Irmãos, localizado na Rua Canal do Jandiá.

Mais cedo, por volta das 19h30, um adolescente de 15 anos, identificado como Auley Amaral Pantoja, que morava na mesma rua onde residia a segunda vítima, na Passagem Santa Marta, um beco localizado ao lado de um supermercado. 

De acordo com informações do sargento Danilo, da equipe Forte Motos, do 6°Batalhão da Polícia Militar (6º BPM), que comandou a equipe que atendeu a ocorrência, a vítima tinha passagem pela polícia por roubo (artigo 157 do Código Penal). Ainda não se sabe se um crime tem relação com o outro.

“O homicídio, com característica de execução, ocorreu entre 21h10 e 21h15 deste sábado, em uma região onde a incidência de violência é grande. Poucas horas antes um jovem de 15 anos, que morava na mesma rua dessa vítima, também foi executado, mas ainda não se sabe até agora um crime não tem relação com o outro”, explicou.

Ainda segundo o sargento, na área impera a lei do silêncio, tanto que a polícia não foi acionada, e a equipe comandada por ele chegou ao local porque estava em diligência e percebeu a movimentação: “Não se tem maiores detalhes porque no local impera a ‘lei do silêncio’; estávamos em diligências e chegamos à cena do crime ao vermos uma movimentação suspeita; fomos checar e já encontramos a vítima em óbito, mas informações preliminares dão conta de que duas pessoas em duas motos, caracterizadas de mototáxis se aproximaram do indivíduo e efetuaram vários disparos, sendo que três deles acertaram a nuca”, contou.

A polícia acredita que os tiros foram disparados de pistolas .40, porque várias cápsulas de munição desse calibre foram encontradas na cena do crime. O corpo foi removido para o IML da Polícia Técnica-Científica. A ocorrência foi registrada no Ciops do Pacoval e a investigação ficará a cargo da Delegacia de Homicídios.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *