Polícia

Travesti é assassinada com dois tiros nas costas na Zona Sul de Macapá

Marcinha Vaz, de 30 anos, foi alvejada com dois tiros nas costas no bairro Buritizal. Crime ocorreu na noite de quinta-feira (08) em uma esquina onde vítima fazia ponto para programas sexuais.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor-chefe

 

A travesti Marcinha Vaz, de 30 anos, foi assassinada com dois tiros pelas costas na noite de quinta-feira (08) na esquina da rua Barão de Mauá com a avenida Diógenes Silva, bairro Buritizal, zona sul de Macapá. Segundo amigos da vítima, o local servia como ponto de encontro para programas sexuais.


O Centro Integrado em Operações da Defesa Civil (Ciodes) registrou a ocorrência às 21h04. Testemunhas relataram que o suspeito chegou ao local em uma bicicleta. Teria ocorrido uma discussão e Marcinha tentou deixar o local, mas o criminoso atirou duas vezes.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou o óbito. Marcinha na verdade se chamava Max Corrêa Braga. Ele havia dado entrada no processo para obter o nome social. A vítima era conhecida no meio artístico.

O corpo foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necrospiado. Segundo a polícia, o aparelho celular de ‘Maquita’, como também era conhecida a travesti, teria sido levado pelo atirador.

A Delegacia de Homicídios assumiu o caso. Ainda não se confirmou se o crime foi orquestrado ou se a morte de Marcinha Vaz foi latrocínio (roubo seguido de morte).

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *