Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Política

Amapá lança plataforma digital para fomentar venda de produtos rurais da região

Através da plataforma, possíveis clientes e fornecedores terão o primeiro contato por meio de ferramentas para transações de compra e venda de produtos locais.


Railana Pantoja
Da Redação

 

Durante evento no Palácio do Setentrião nesta segunda-feira (27), o governador do Amapá, Waldez Góes, apresentou dois projetos para fomentar a economia e a agricultura familiar no estado. O primeiro projeto diz respeito à entrega de certificados do Programa Fomento Rural para produtores e também sobre a ordem de serviço para instalação de kits de irrigação pela Codevasf em áreas de produção rural.

“Nós temos outros programas de fomento, como o PPI e o Amapá Cacau, são quase R$ 50 milhões investidos somente neste ano na agricultura familiar. E uma das atividades mais importantes para o setor é a irrigação, principalmente para a fruticultura. A Codevasf é uma parceira nossa e estaremos anunciando 500 projetos de irrigação para o estado, o que pode agregar muito no aumento e qualidade da produção, e principalmente na sobrevivência dos nossos agricultores”, anunciou o governador do Amapá, Waldez Góes.

O segundo projeto apresentado pelo governo do estado é plataforma digital Nosso Campo. De acordo com o secretário de ciência e tecnologia do Amapá, Rafael Pontes, a plataforma desenvolvida pela Setec é uma vitrine para os produtos agrícolas do Amapá e também um local que reúne dados dos produtores.

“A plataforma busca, primeiramente, integrar os dados de todos os produtores rurais e da produção do estado, para que a gente possa tomar decisões com base nos números e com isso a agricultura familiar seja fomentada. A plataforma estando integrada com outros planos do governo, como o PPI, permitirá também uma comercialização direta dos produtores com clientes, como as escolas estaduais, por exemplo”, frisou o secretário.

Através da plataforma, possíveis clientes e fornecedores terão o primeiro contato por meio de ferramentas para transações de compra e venda de produtos locais. O sistema também possibilitará a oferta para outros estados brasileiros, mas nesta primeira fase terá como foco a venda dos produtos da agricultura familiar para escolas do estado.


Comente