Política

Frente por Santana defende retomada do desenvolvimento econômico

Movimento “Frente por Santana” foi lançado na noite de sexta-feira, 6, com apresentação de pré-candidatos à prefeitura do município e Câmara de Vereadores.

Compartilhe:

A retomada do desenvolvimento socioeconômico, prestação eficiente dos serviços básicos à população e geração de emprego e renda foram as principais bandeiras defendidas pelos integrantes da “Frente por Santana”, movimento lançado na noite de sexta-feira, 6, que integra pré-candidatos à prefeitura do município, além de pré-candidatos a vereadores, lideranças políticas e comunitárias.

Com um discurso unificado, Antônio Nogueira (PT), Isabel Nogueira (PT), Bala Rocha (PSDB) e Rarison Santiago (Republicanos) fizeram duras críticas à gestão municipal e defenderam a construção de um plano de governo junto à sociedade para resgatar o crescimento do segundo maior município do Amapá.

“Sem planejamento, nenhuma cidade, nenhuma administração pública, consegue se desenvolver. A última gestão que teve com planejamento foi a minha. Depois disso, não teve mais. As pessoas ganham a eleição por ganhar e vão aventurar. Isso não pode existir”, avaliou Nogueira, que foi prefeito de Santana por dois mandatos, entre 2005 e 2012.

O vereador Rarison Santiago, que faz oposição ao governo municipal, disse que a Frente por Santana é uma resposta à maneira como a cidade vem sendo conduzida. “Esse modelo de gestão, que administra a cidade, não deu certo desde o início. E hoje, essas forças políticas do município, que querem o retorno do desenvolvimento, se unem com o grande compromisso de fazer uma Santana melhor”, afirmou Rarison.

Isabel Nogueira, que foi candidata à prefeitura de Santana em 2016, pediu a união de toda a sociedade em torno do projeto de reconstrução da cidade. “Quando ouvi falar dessa frente, me coloquei à disposição para somar. Vamos discutir com todos os setores da sociedade: jovens, mulheres, idosos. Precisamos de todos”, reforçou.

O local onde o evento foi realizado, no bairro Central, ficou lotado de pessoas que queriam ouvir de que forma os pré-candidatos podem melhorar as condições de vida da população. Na opinião de Raimundo de Alencar, conhecido como “Raimundinho do Delta”, a cidade retrocedeu. “Hoje, os serviços básicos, de manutenção, não são feitos ou feitos com precariedade. Santana precisa voltar a crescer, a desenvolver, o povo precisa voltar a sonhar. E o candidato da frente que for escolhido para disputar a prefeitura vai ter o nosso apoio”, afirmou.

O médico, ex-deputado e ex-senador Bala Rocha reiterou que o movimento não está fechado e quanto mais pessoas abraçarem o projeto, as chances de sucesso serão maiores. “Aos poucos, a frente se transforma num grande movimento em defesa de Santana, que inclui pessoas da comunidade, empreendedores, trabalhadores e trabalhadoras, juventude, todas as pessoas que têm interesse em contribuir são bem-vindas para a Frente por Santana”, explicou Bala Rocha.

O grupo vai realizar reuniões nas comunidades para ouvir as demandas da população. A definição de quem será o pré-candidato só sairá em 2020, com base nos números apresentados em pesquisas de intenção de voto. O mais bem avaliado será o escolhido.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *