Política

Governo se alia ao BNDES para ofertar crédito do pequeno ao grande empresário

Linha de financiamento está sendo apresentada aos empreendedores para estimular geração de emprego e renda e fortalecer mercado interno.

Compartilhe:
O Governo do Amapá, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), apresentou a empresários locais uma das linhas de crédito que a instituição financeira oferece às empresas de médio e grande porte. O evento ocorreu na quarta-feira, 24, na Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio/AP), em Macapá, e foi presidido pelo governador em exercício, Jaime Nunes.

Também haverá incentivos para os pequenos empreendedores. Nesta quinta-feira, 25, estão sendo lançadas as cartilhas Microempreendedor Individual-MEI, Linhas de Acesso ao Crédito, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte-EPP. E, também, novas linhas de crédito especial voltadas às micro e pequenas empresas do Amapá (MPEs).

O governador em exercício, Jaime Nunes, disse que a iniciativa do governo em chamar o BNDES, é para retomar o crescimento econômico do Amapá por meio da geração de emprego e renda. Assim como estimular o fortalecimento do mercado interno aumentando a competitividade diante do cenário econômico atualmente vivido no Amapá e no Brasil. “O governo do Estado tem o compromisso de fortalecer o empreendedorismo. E a parceria com o BNDES para conceder essa linha de crédito tem o objetivo de desenvolver a economia local”, justificou Nunes, falando também da importância da Fecomércio/AP na intermediação dos empreendedores com o governo e o banco.

 

Fomento

O BNDES é uma empresa pública federal e, através de financiamentos, apoia empreendedores de todos os portes. E quem apresentou a linha de crédito foi o gerente do Departamento de Originação do Norte e Centro-Oeste do banco, Ian Guerriero. A modalidade apresentada permite o financiamento a partir de R$ 10 milhões.

“Nós queremos estabelecer novas relações com empresários e com o Governo do Amapá e, assim, viabilizar o desenvolvimento econômico, o aumento da produtividade, da competitividade e modernização”, enfatizou Guerriero.

O BNDES não possui espaço físico no Amapá, por isso a instituição financeira capacitou técnicos da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá) para atender os empresários interessados em obter linhas de crédito do banco. A ideia é que os pequenos empreendedores sejam direcionados à Agência de Fomentos do Amapá (Afap), enquanto os de médio e grande porte tenham acesso direto ao banco através da Agência Amapá.

“Com essa parceria, nossos técnicos estão preparados para receber as demandas dos empresários locais para que eles possam ter acesso ao incentivo e, assim, expandir seus empreendimentos”, frisou a diretora-presidente da Agência Amapá, Tânia Maria.

O empresário Edevaldo Xavier assistiu à apresentação e considerou a parceira positiva. “Esse incentivo é necessário para facilitar o acesso aos financiamentos, especialmente entre os empresários de pequeno e médio porte”, afirmou Xavier.

A Assembleia Legislativa enviou como emissária ao evento na Focomércio/AP, a deputada Marília Góes, que preside a Comissão de Empreendedorismo. “Identifiquei a necessidade de iniciativas como essas para incentivar a economia local e o empreendedorismo”, expôs a parlamentar.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *