Política

PSOL anuncia apoio a Capiberibe no 2º turno

O apoio ao Capí foi decidido à unanimidade pelo diretório regional do PSOL não só pelo apoio, como também no sentido de participar ativamente da campanha.

Compartilhe:

O PSOL anunciou oficialmente no final da tarde desta segunda-feira (22) apoio oficial à candidatura do senador João Capiberibe (PSB) ao governo do Amapá. Em entrevista exclusiva concedida ao Diário do Amapá logo após o encerramento da reunião que discutiu o posicionamento do partido no 2º turno, o deputado estadual reeleito, Paulo Lemos, disse que a decisão “foi coerente” e que já esperava por esse resultado.

“Eu sempre afirmei que não apoiaria o atual governador porque sou oposição ao governo Waldez desde o meu 1º dia de mandato, e seria incoerente mudar de postura de uma hora para outra. O apoio ao Capí foi decidido à unanimidade pelo diretório regional do PSOL não só pelo apoio, como também no sentido de participar ativamente da campanha. Inclusive logo após essa decisão eu me juntei a um grande ato público que o Capí estava fazendo aqui no bairro Novo Buritizal”, disse Lemos, por telefone.


Pela manhã o deputado afirmou no programa LuizMeloEntrevista (DiárioFM 90,9) que o partido reuniria ainda nesta segunda-feira definir a sua posição no 2º turno e adiantou a sua posição: “O PSOL tem uma forte ligação política com o PSB, do João e da Janete Capiberibe, que são alinhados politicamente em nível nacional. Inclusive há orientação da executiva nacional para que o PSOL apoie Haddad (PT) para a Presidência da República e Capiberibe ao governo do Amapá”.

À reportagem o deputado ponderou que, mesmo com essa orientação da executiva nacional, o partido resolve discutir a questão internamente. “O PSOL exercita a democracia, levamos o assunto à discussão e o diretório regional decidiu à unanimidade não apenas apoiar o Capí, mas também adentrar totalmente na campanha”, ressaltou o parlamentar.

Nota
Através de nota o diretório estadual do PSOL justificou a decisão de apoiar João Capiberibe:

“1. O PSOL AP avalia positivamente sua participação no 1o turno das eleições, quando nacionalmente fortalecemos uma alternativa programática e de esquerda, através da candidatura de Guilherme Boulos e Sonia Guajajara, dobrando nossa presença na Câmara Federal, com a eleição de uma bancada de 10 deputadas e deputados, conquistando mais 1% em 14 estados, com 2,99% dos votos válidos, quando a injusta e restritiva cláusula de barreira exigia 1% em 9 estados e 1,5% em todo o território nacional. Dentre esses estados, temos a grande honra de incluir o Amapá, com o excelente resultado de nossa chapa federal. Destaque, também, para o crescimento de nossa bancada estadual no país, que saltou de 12 para 18 parlamentares.

2. No Amapá, nosso partido comemora a reeleição do deputado Paulo Lemos, com a vitoriosa votação de 5031 votos, como reconhecimento de um mandato pautado no combate à corrupção e na defesa dos direitos do povo. Da mesma forma, o PSOL Amapá reconhece e elogia o desempenho de nossa chapa de candidatos e candidatas a federal e estadual, cuja votação revelou o enorme potencial de construção partidária em todo o estado.
3. Neste segundo turno para presidente da República, nosso partido está firmemente alinhado com a deliberação nacional de indicar o voto em Haddad13, como forma de derrotar o atraso e a ameaça de corte dos direitos sociais. O Brasil não aceita a volta da ditadura e jamais compactuará com a violência e com a tortura: #ELeNao !
4. O PSOL manteve no 1o turno no Amapá definiu como estratégia a prioridade ampliação de seus espaços no parlamento, bem como a superação da Cláusula de Barreira, porém, diante dos candidatos que passaram para o 2o turno, e coerente com o nosso histórico posicionamento de esquerda e de oposição aos desmandos do governo Waldez, o PSOL Amapá defende e indica aos dirigentes, militantes e simpatizantes, o voto em Capi40, na perspectiva da superação das mazelas sociais que afligem o povo amapaense.
5. Tal acordo está pautado no debate de programático, do qual apresentamos ao companheiro Capi 40, os seguintes pontos prioritários que foram aceitos pela candidatura:
a) Governar com Participação Popular, construindo o Congresso do Povo Estadual;
b) Prioridade Total para a saúde, com ênfase na valorização dos servidores e o fim das tenebrosas filas nos corredores dos hospitais do estado;
c) Fim do Parcelamento dos salários dos servidores Públicos do Estado;
d) Priorizar e fortalecer a política de diversidades, assim como as políticas afirmativas, fortalecendo os espaços já existentes, com orçamento e autonomia e criando as condições necessárias para que essa população tenha vez e voz; e
e) Combate intransigente a corrupção, estabelecendo mecanismos de controle popular e de transparência na execução dos recursos públicos.
f) Ampliação das politicas de moradia.
6. Por fim, o PSOL AP agradece cada voto recebido, conclamando o povo do Amapá a seguir mobilizado na luta pela democracia e pelos direitos sociais.
Macapá, 22 de Outubro de 2018
Diretório Estadual do PSOL AP”.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




2 comentários em “PSOL anuncia apoio a Capiberibe no 2º turno”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *