Política

Randolfe pede que órgãos de controle fiscalizem R$ 20,6 milhões liberados pelo MS aos municípios do Amapá

Do montante, R$ 20.649.216,00 são para os 16 municípios do Amapá. Os recursos serão transferidos diretamente do Fundo Nacional de Saúde aos fundos municipais de saúde.

Compartilhe:

O senador Randolfe Rodrigues (REDE) solicitou, nesta quinta-feira (2), que órgãos de controle no Amapá acompanhem a aplicação dos recursos destinados pelo Ministério da Saúde ao enfrentamento da covid-19 no estado.

O parlamentar enviou ofício ao Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Amapá (MP-AP) e Tribunal de Contas da União (TCU) informando sobre os valores liberados a cada município amapaense.

O governo federal autorizou, através da portaria No1.666 do Ministério da Saúde de 1° de julho de 2020, um total de R$13,8 bilhões em recursos para o enfrentamento da covid-19 a estados, municípios e ao Distrito Federal.

“Esse dinheiro é mais que necessário e é preciso que seja revertido o mais rápido possível para ajudar a salvar vidas, principalmente em nosso interior. Estarei atento, fiscalizando sua execução”, disse o senador.

 

Por cidade, a distribuição dos recursos ficou da seguinte forma:

Amapá: R$ 568.847,00
Calçoene: R$ 709.853,00
Cutias: R$ 235.803,00
Ferreira Gomes: R$ 644.272,00
Itaubal: R$ 415.802,00
Laranjal do Jari: 2.456.266,00
Macapá: R$ 4.940.219,00
Mazagão: R$ 996.678,00
Oiapoque: R$ 1.118.205,00
Pedra Branca do Amapari: R$ 892.994,00
Porto Grande: R$ 1.116.748,00
Pracuuba: R$ 343.255,00
Santana: R$ 3.931.408,00
Serra do Navio: R$ 371.239,00
Tartarugalzinho: R$ 613.421,00
Vitória do Jari: R$ 1.224.238,00

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *