Turismo

O AMAPÁ NA GUIANA

Estado na Feira de Lazer de Caiena

Compartilhe:

CLEBER BARBOSA
EDITOR DE TURISMO

Com apoio do Governo do Estado e parceiros, o Amapá terá a oportunidade de se mostrar como destino turístico em nível internacional durante o 21º Salão de Turismo e Lazer da Guiana Francesa, que ocorrerá em Caiena. Trata-se de um evento anual, que reúne vários países e, este ano, acontecerá nos dias 13 e 14 de abril. Uma delegação de 20 pessoas levará as potencialidades turísticas, a cultura, o artesanato e a gastronomia amapaenses.


A proposta é promover a divulgação e comercialização dos destinos do Platô das Guianas e de toda a região amazônica. A delegação será composta por empresários do turismo, hotelaria, artesãos, representantes da cultura, gastronomia, além de técnicos do Governo, Sebrae, Fecomércio, Fetur, Macapatur, entre outros.

Atendendo à solicitação da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Amapá (Abav/AP), o Governo do Amapá mobilizou instituições públicas e privadas e entidades representativas da classe empresarial para tratativas de apoio à delegação, desde o início de março. A Abav representa todo o Trade Turístico do Amapá – empresários e associados do turismo, como agências, restaurantes, hotelaria.

Mercado
A presidente da Abav/AP, Socorro Pereira, destaca a importância da participação do Estado. “Com a abertura da Ponte Binacional que liga o Brasil à Guiana Francesa, precisamos fortalecer a relação com o país vizinho. O salão pode nos abrir um leque de novos acordos comerciais na área do turismo, e essa construção deve ser priorizada. O Amapá precisa ter visibilidade. Agradecemos os parceiros, como o governo, por reconhecerem essa necessidade”, registrou Socorro Pereira.

Apoio
O chefe-adjunto do Gabinete Civil, Carlos Marques, informou que o Executivo mobilizou vários órgãos da administração pública para prestarem apoio, conforme suas competências, na articulação com entidades, divulgação, apoio técnico, assessoramento, translado e hospedagem para a delegação. Os órgãos são as secretarias de Estado do Turismo (Setur); Trabalho e Empreendedorismo (Sete); de Cultura (Secult); de Comunicação (Secom) e Agência de Desenvolvimento Econômico (Agência Amapá).

 

Estratégias para colocar o Amapá na vitrine


Para Carlos Marques, o Salão da Guiana Francesa é oportunidade para expor o potencial turístico do Amapá. “Nosso Estado tem belezas naturais e fenômenos como o Equinócio e a Pororoca, além de monumentos como a Fortaleza de São José. Temos grandes eventos como o Encontro dos Tambores e a Festa de São Tiago, além de uma gastronomia maravilhosa. Tudo isso tem que ser divulgado e essa é uma bela oportunidade, por isso a decisão em apoiar essa iniciativa”, ressaltou. O diretor-superintendente do Sebrae/AP, Waldeir Garcia, pontuou de que forma a instituição vai ajudar. “Nos comprometemos com transporte Macapá-Oiapoque-Macapá, e hospedagem em Oiapoque para dez pessoas da delegação. O Sebrae está sempre pronto a apoiar e intensificar essa relação turística entre o Amapá e a Guiana, que influencia de forma muito positiva para a nossa economia”, frisou o diretor-superintendente.

A Fecomércio fornecerá um vídeo para divulgar as potencialidades turísticas e culturais no Amapá. Instituições como a Fetur, Abrasel e Macapatur, também estão engajadas na mobilização.

 

Vistos para Guiana Francesa voltarão a ser emitidos em maio no Amapá

A primeira-secretária da Embaixada da França no Brasil, Christelle Chatrian-Gomez, comunicou oficialmente ao Governo do Amapá que a França indicou o novo cônsul honorário para o consulado no Amapá. A previsão é que, em maio deste ano, o novo cônsul e a sua comitiva cheguem para reativar os serviços da Embaixada em território amapaense. O comunicado foi feito à Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Agência Amapá) que é coordenadora das ações de relações internacionais entre o Amapá/Brasil e a Guiana Francesa/França.


Com a reativação do consulado francês, os vistos para a França voltarão a ser emitidos no Amapá. Pois, desde que foram encerradas as atividades em abril de 2018, as emissões de vistos estão sendo feitas por Brasília (DF). Na ocasião, o cônsul-geral da França em Brasília, Samuel Bouchard, garantiu prioridade na emissão dos vistos solicitados pelo Estado, devido à relação de cooperação transfronteiriça já estabelecida entre Brasil e França.

Bouchard aproveitou o momento em que esteve em Macapá, na época, para tratar com a diretora-presidente da Agência Amapá, Tânia Maria, importantes assuntos que envolvem a fronteira franco-amapaense, como a criação de leis que regulamentem as relações já estabelecidas, a preparação para a XII Reunião da Comissão Mista Transfronteiriça (CMT) e, ainda, os trâmites para a obtenção de vistos em missões oficiais e para fins de cooperação na fronteira. “A reativação do Consulado é de grande importância, reafirma o objetivo de estabelecer segurança jurídica na relação bilateral para o desenvolvimento na região de fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa. E, também, permite a desburocratização do acesso ao visto para quem precisa trabalhar, estudar, enfim”, diz.

CURIOSIDADES

– Situada na América do Sul, a antiga colônia que remonta ao século XVII foi anexada como departamento ultramarino da França em 1946.

– Isto significa que a Guiana Francesa é, na realidade, uma extensão do território francês, integrando também à União Europeia, utilizando o Euro como moeda oficial e sendo regida pelas mesmas leis da França.

7.000Km
Distância da Guiana Francesa, na América do Sul, até a costa francesa.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *