Política Nacional

Davi vai à COP-25 para dizer que Congresso não permitirá flexibilização de leis ambientais

Em conversas reservadas com interlocutores, o senador adiantou que o Congresso não vai flexibilizar leis ambientais, como tem defendido o governo Bolsonaro.

Compartilhe:

Em contraponto à presença tímida do governo na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-25), em Madri, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), viaja nesta sexta-feira (6) para a Espanha a fim de manifestar o compromisso do Legislativo com a agenda ambiental brasileira.

Neste ano, o Congresso derrubou a medida provisória que transferia a demarcação de terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura e também tem alertado o Palácio do Planalto que vai barrar iniciativas como a permissão para garimpo em áreas indígenas, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

Sem a presença de Jair Bolsonaro, Alcolumbre será a maior autoridade brasileira na COP-25. Participará não apenas do evento oficial, mas também debaterá com empresários e representantes de ONGs no Espaço Brasil, montado em Madri.

Diferente do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que evitou reuniões com representantes de ONGs, Alcolumbre vai se encontrar na segunda-feira (9) com ambientalistas.

Além de Davi Alcolumbre, fazem parte da comitiva de representantes do Senado Federal no evento o presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), senador Fabiano Contarato (Rede-ES); e os senadores Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *