Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Quem Somos

O jornal Diário do Amapá tem sua origem ligada ao jornal Novo Fronteira, a quem substituiu em 1º de janeiro de 1993, por iniciativa do jornalista Luiz Melo, seu atual proprietário.
O Diário passou a circular inicialmente às terças, quartas, quintas e sextas-feiras, com tiragem de 2.000 (mil) exemplares.
Em setembro de 1995 passou a ter circulação diária, exceto às segundas-feiras. Em 1º de dezembro de 1996, a partir de uma nova proposta visual moderna, o jornal passou a circular com uma tiragem de 2.500 (dois mil e quinhentos) exemplares diários, com 28 páginas no geral e em cores, distribuídas em cinco cadernos, a saber:

  1. Primeiro caderno 2. Cidades 3. Esportes 4. Nota 10 (Social) 5. Classificados

Em 1º de fevereiro de 1998, a partir de um novo design e novo formato, o Diário do Amapá passou a circular com uma tiragem de 4.000 (quatro mil) exemplares diários, com 16 páginas, distribuídas em três cadernos: 1º – Caderno Página – 2 (Coluna From, Editorial, Enquete)
Página – 3 (Artigos, coluna Ponto e Vírgula, cartas)
Página – 4 (Coluna Dito Popular, Boechat, Política nacional)
Página – 5 (Coluna Questão de Ordem, Política local)
Página – 6 (Coluna Bonfim, noticiário geral)
Página – 7 (Esportes)
Página – 8 (Polícia)2º – Caderno Página – 1 (Cidades)
Página – 2 (Cidades) Página – 3 (Coluna Leonai Garcia) Página – 4 (Nota 10/Sociedade)
3º – Caderno
Página – 1 (Classificados)
Página – 2 (Classificados)
Página – 3 (Classificados)
Página – 4 (Classificados)

Em 1º de dezembro de 2004, o Diário do Amapá passou a circular com uma tiragem de 13.000 (treze mil) exemplares diários, inovou mais uma vez com a inauguração de suas novas instalações, um prédio moderno, bonito, obedecendo os critérios mais rigorosos de arquitetura, e não acaba por aí, o Diário adquiriu novos equipamentos para proporcionar ainda mais qualidade a seus leitores.

No primeiro semestre de 2012, mais uma vez o Diário do Amapá inovou, modernizando o seu design e ao mesmo tempo colorindo os cadernos das suas editorias, inclusive aos domingos aumentando de oito para 12 páginas o Caderno Nota 10, nele incluindo duas páginas coloridas destinadas ao Turismo.

Desde 1997, o Diário do Amapá vem acumulando premiações nos mais variados segmentos e preferências de público.
Dentre as premiações mais importantes, destacam-se: Prêmio Honra ao Mérito concedido pelo Rotary Club; Votos de Congratulações ofertado pela Assembleia Legislativa; Honra ao Mérito concedido pela Câmara Municipal de Porto Grande; 1º lugar em Meios de Comunicação, ofertado pela FIAP; Honra ao Mérito da ACIA e da Câmara Municipal de Macapá; 7º Prêmio FIAP de Comunicação, como 1º Lugar em Preferência Popular.
Também a Rádio Diário FM, com o programa Luiz Melo Entrevista, tem sido merecedora de várias premiações, ao lado do Diário do Amapá, formando uma equipe coesa de comunicação, mormente, no campo jornalístico.