Cidades

Após nova apreensão no porto de Santana, Diagro destrói mais de 500 quilos de queijo 

Foi a segunda apreensão feita pela Diagro em menos de um mês. Na ação anterior, foram mais de 450 quilos do mesmo produto, no mesmo porto.

Compartilhe:
A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado (Diagro) voltou a apreender uma grande quantidade de queijo de procedência duvidosa e sem certificação sanitária. A nova apreensão ocorreu na quarta-feira, 13, novamente no Porto de Santana. O produto estava em uma embarcação. Ao que tudo indica, os 500 kg de queijo-manteiga eram provenientes de Belém (PA). A ação foi coordenada pelo setor de inspeção da Diagro.

Segundo o fiscal agropecuário, Fábio Romero, os riscos de um produto irregular são inúmeros e podem ser prejudiciais para o consumidor.

“Este produto não apresenta nenhum tipo de certificação e, com isso, não sabemos como ele foi produzindo, o que implica até mesmo em não sabermos o estado de saúde, por exemplo, do animal forneceu leite para a fabricação. Certamente, o consumo deste queijo pode trazer inúmeros riscos como infecções por bactérias, ou seja, o prejuízo a saúde pode ser muito grande e algumas vezes nem imaginamos o nos fez mal”, esclareceu.

Informações colhidas durante o processo de apreensão indicavam que o queijo-manteiga seria distribuído em pequenos estabelecimentos comerciais (mini box) e lanchonetes de diversos bairros de Macapá.

A apreensão ocorreu durante uma ação conjunta entre órgãos estaduais e federais. Após todos os procedimentos administrativos realizados pela equipe da Diagro, o produto foi levado até aterro sanitário de Macapá e em seguida destruído.

As apreensões de queijo este ano já somam mais de 3 toneladas. Em menos de um mês esta é a segunda apreensão feita pela Diagro, na ultima foram mais de 450 quilos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *