Cidades

Blitz apura supostos crimes ambientais em Macapá

Repressão

Compartilhe:

A Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema) realizou na sexta-feira, 17, uma blitz para a verificar denúncias de infrações ambientais. Os casos envolvem terrenos abandonados, maus-tratos e tráfico de animais, poluição sonora, entre outros.

Esta é a segunda blitz realizada este mês, pela delegacia. A primeira aconteceu na última sexta-feira, 10, com a visita em terrenos baldios ou abandonados. Segundo o delegado Sávio Pinto, titular da delegacia, a ação acontecerá toda semana com objetivo de apurar denúncia envolvendo crimes ambientais.

“Estamos fazendo uma triagem dessas denúncias que diariamente recebemos sobre diversos crimes ambientais. Iremos verificar denúncias e, quando necessário, encaminhar os casos à Justiça”, explicou.

Para Sávio Pinto, a falta de manutenção nos terrenos baldios apresenta risco à saúde das pessoas e também insegurança aos moradores, pois algumas dessas áreas servem de abrigo para usuários de drogas.

“Todos os imóveis abandonados serão visitados pela delegacia. No primeiro momento, vamos solicitar a perícia e se for constado a existência de foco do mosquito, o proprietário do imóvel vai ser indiciado e responderá pelo crime de poluição biológica, porque a negligencia em não fazer a manutenção dos terrenos, gera problema para toda a vizinhança”, pontuou Sávio Pinto.
A Dema disponibilizou o número de whatsapp (99132-0777), para receber denúncias, fotografias e vídeos envolvendo crimes ao meio ambiente.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *