Cidades

Governo e CNPq lançam edital para o desenvolvimento de pesquisas científico-tecnológicas no Amapá

Edital é destinado à atração de pesquisadores de fora do estado para a realização de projetos em âmbito local. Recurso do programa chega a R$ 1,1 milhão.

Compartilhe:
Foto: Maksuel Martins

Foi lançada na manhã desta terça-feira, 14, a chamada pública do Programa de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico Regional no Estado do Amapá (PDCTR-AP). O evento ocorreu de forma virtual e contou com a participação de representantes de instituições de pesquisa, universidades e Governo.

O objetivo do programa é estimular a atração de pesquisadores desvinculados do mercado de trabalho e sua fixação em instituições de ensino superior e/ou pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, que atuem em investigação científica, tecnológica e de inovação e/ou na pesquisa e desenvolvimento.

A atuação do PDCTR contribui para diminuição das desigualdades, priorizando as instituições situadas na região Norte, e em microrregiões de baixo desenvolvimento científico e tecnológico do país.

No Amapá, a execução do programa é fruto de um acordo de cooperação firmado entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeap) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O edital conta com recurso total de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 1 milhão oriundo do CNPq e R$ 120 mil do Governo do Estado. Os valores são para o pagamento de bolsas, atividades de custeio e aquisição de material e equipamentos.

A fixação dos pesquisadores no estado ocorrerá por meio da concessão de bolsas de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (DCR), como explica a diretora-presidente da Fapeap, Mary Guedes.

“O programa, através das bolsas e demais recursos, visa o fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes e a criação de novas linhas de pesquisa de interesse nacional e regional e a inovação, mediante a contínua integração entre os setores acadêmico, científico e empresarial do estado”, explicou a diretora.

Como requisito, o proponente deve ser doutor com menos de 5 anos de titulação, além de experiência comprovada na execução/coordenação de projetos científico-tecnológicos e de inovação e com publicações relevantes em âmbito nacional, sem vínculo empregatício no momento da implementação e durante a vigência da bolsa.

Os pesquisadores externos deverão, obrigatoriamente, executar seus projetos em instituições locais, sob a supervisão de pesquisadores dessas instituições, conforme descrito no edital.

As inscrições seguem até o dia 15 de outubro em: www.fapeap.ap.gov.br.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *