Cidades

Plano Rodoviário: acompanhamento técnico busca reduzir impactos ambientais das obras

Duas frentes de trabalho passam semanalmente por essas avaliações, que estão previstas na legislação ambiental.

Compartilhe:
Toda semana, uma equipe técnica multidisciplinar da Secretaria de Estado de Transporte do Amapá (Setrap) realiza um acompanhamento in loco das obras do Plano Rodoviário Estadual – atualmente executadas nas rodovias AP-070 e AP-340.

Além de cumprir as exigências legais, essa supervisão tem como objetivo reduzir possíveis impactos ambientais decorrentes dos projetos desenvolvidos na região.

A gerente-geral de Gestão, Implantação e Acompanhamento de Impactos Ambientais, Jannys Isacksson, explica que em cada visita são considerados critérios estabelecidos na legislação ambiental referente às obras rodoviárias.

“São verificadas no acompanhamento ambiental várias situações como, por exemplo, se no canteiro de obra estão  sendo dispostos corretamente os resíduos sólidos diversos ou se a escavação da caixa de empréstimo de aterros está dentro do limite da faixa de domínio. Também hpa acompanhamento em relação às construções de pontes, que podem impactar diretamente os recursos hídricos”, informou Jannys.

Todas as informações e imagens colhidas nesses acompanhamentos compõem um relatório e a cada seis meses, essas avaliações são apresentadas aos órgãos competentes junto com as demais ações realizadas pela secretaria.

 

Obras

Atualmente, as obras do Plano Rodoviário seguem em duas frentes: pavimentação da AP-070 e construção de ponte em concreto sobre o Rio Macacoari, na AP-340.

Em relação à AP-070, os serviços seguem com a terraplanagem e drenagem da rodovia. Entre outubro e fevereiro, já foram executados mais de 3,5 quilômetros de asfalto. Já na ponte, os serviços de cravação e concretagem foram finalizados. A próxima etapa deverá ser com vigas em concreto armado para formar os pilares da estrutura.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *