Cidades

Promotoria de Defesa da Educação inspeciona empresa que fornece alimentação escolar

Foram detectadas condições insalubres, mas a empresa apresentou obra de futuro anexo para melhorias

Compartilhe:

Após inquérito civil instaurado, com base em denúncias da comunidade escolar, a equipe técnica da Promotoria de Defesa da Educação do Ministério Público do Amapá (PJDE/MP-AP) realizou inspeção na quinta-feira (23), nas dependências da empresa Primo José Alimentação Coletiva, responsável pelo fornecimento de refeição para unidades de ensino médio em tempo integral do Estado.


Além da equipe da Promotoria da Educação, estiveram presentes na fiscalização a gerente do Núcleo de Alimentação Escolar da Secretaria de Estado de Educação, Carmen Gouveia; a conselheira do Conselho de Alimentação Escolar, Ilma Santos; o fiscal da Vigilância Sanitária, Igor Fernando; e os especialistas do Núcleo de Apoio Técnico e Administrativo do MP-AP (NATA).

“O nosso objetivo é fazer um acompanhamento mais de perto da empresa que atualmente fornece alimentação escolar. Prezamos pela qualidade daquilo que é servido aos estudantes, tendo em vista que, nas ações da Promotoria e denúncias dos alunos, diversas informações indicaram o fornecimento inadequado de refeições”, pontuou o titular da PJDE, promotor de Justiça Roberto Alvares.

 

Durante a inspeção, foram detectados: resíduos expostos nos ralos; lajotas quebradas; materiais desgastados; limpeza inadequada dos ambientes; equipamentos enferrujados e cozinha apresentando condições insalubres.
Na oportunidade, foi apresentada, ainda, a obra do futuro anexo, que deverá garantir melhoria no espaço físico da empresa. “A nossa principal necessidade em desmembrar o local de funcionamento da empresa está na busca de uma condição mais segura”, explicou a diretora administrativa da empresa, Priscilla Matos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *