Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Entrevista

“O amapaense precisa valorizar nossas atrações”

Uma jovem médica vem chamando a atenção nas redes sociais por um trabalho criativo, leve e esclarecedor sobre as atrações turísticas do que Amapá possui. Além disso, prega a humanização no atendimento à saúde.


Cleber Barbosa
Da Redação

 

Diário do Amapá – Doutora, a senhora vem chamando a atenção por seu trabalho nas redes sociais em que prega a humanização na saúde e a promoção do Amapá como destino turístico. Qual o objetivo desse trabalho?

Renato Halt – Eu sempre digo que aqui é um lugar muito bom de se viver. Já morei em São Paulo e em Belém, já trabalhei nos interiores e o que percebo muito é que as pessoas não dão tanta importância e não valorizam tanto, acho que isso é muito do ser humano, de valorizar o que é seu. Então lá no Sul as pessoas quando sabem que a gente é da Amazônia ainda perguntam se aqui tem muito jacaré, se a onça nos visita em casa, então aquilo que as pessoas já falam em tom de chacota durante muito tempo era estigmatizado, meio ofensivo mesmo. Com o tempo a a globalização também e a ascenção das redes sociais isso foi mudando. Hoje já se sabe que no Amapá você não anda com a onça no meio da rua, então o meu principal objetivo além de mostrar não apenas para o restante do país, mas principalmente para o Amapaense as maravilhas que temos aqui.

 

Diário – Que tipo de trabalho exatamente a senhora você faz como profissional da saúde?

Tiago – Sou médica Pediatra, trabalho com pacientes em enfermaria, atendo também em Pronto Atendimento Infantil com Emergências e em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal. E se me perguntar se me considero um profissional qualificado para fazer este trabalho? Sim, tenho experiência e competência para isso!

 

Diário – Como você se apresenta para a sua Rede Social? Qual a mensagem que busca levar a seus seguidores?

Tiago – Uma pessoa leve, que passa segurança, habilidade e competência.

 

Diário – Como iniciou essa sua trajetória profissional até se tornar essa especialista?

Tiago – Meu ano de formação foi 2010, fiz alguns cursos de aperfeiçoamento, participei de diversos Congressos regionais e nacionais, trabalhei com Endocrinologia adulto e depois migrei para a área da Pediatria onde já trabalhei em sala de parto, UTI neonatal, Enfermaria, atendimento de Emergência e UTI pediátrica. E atendo na linha de frente em Hospital Universitário na área de COVID tanto clínico quanto unidade de terapia intensiva Pediátrica. Sou Preceptora da Residência de Pediatria.

 

Diário – A senhora poderia então falar sobre o que considera como sendo o seu diferencial como profissional de Medicina?

Tiago – Eu acredito que posso fazer diferença, trato as pessoas com humanidade e tenho conhecimento e habilidade no que eu faço.

 

Diário – Como você esta construindo e planejando a sua carreira profissional?

Dra. Carla – Sempre dou o meu melhor, buscando o diagnóstico correto e o tratamento adequado para a resolução da patologia, ou mesmo a prevenção que é ponto de partida para a melhoria de vida do paciente.

 

Diário – Quais são os idiomas que você esta qualificado para trabalhar?

Dra. Carla – Inglês e Espanhol .

 

Diário – Muito obrigado por essa entrevista e parabéns por seu trabalhio doutira.

Dra. Carla – Eu que agradeço. E deixo como mensagem final aqui que sempre repito em meus vídeos: faça como eu acredite, é possível!

 

Perfil

Carla Carvalho – Uma profissional de saúde que foi para as redes sociais com muito carisma e leveza difundir informações sobre os potenciais turísticos de alguns dos lugares mais lindos do Amapá.

 

A trajetória profissional

– Graduação em Medicina, pela UFPA Universidade Federal do Pará.
2013- Curso de Educação Continuada em Toxina Botulínica. Intituto BWS, São Paulo.
2016/2018- Residência Médica em Pediatria. Universidade Federal do Amapá,UNIFAP,Brasil.Pós-graduação em Psiquiatria Infantil pela Faculdade Global, Porto Alegre

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
1-Secretaria Municipal de Saúde de Castanhal.
2-Atendimento ambulatorial e Programa Saúde da Família.
3-Atendimento em clínica médica em Posto de Saúde.
4-Atuação em Pediatria na Clínica e Laboratório Hemodiagnóstico
5-Atendimento em clínica médica e pediatria em Posto de Saúde.
6-Atendimento em Programa Saúde da família em São Paulo.
7-Participação em eventos como plantonista.
8-Atendimento Ambulatorial em Endocrinologia na Clínica e Laboratório Hemodiagnóstico.
9-Atendimento como Pediatra em Serviço de Emergência
10-Atendimento em Hospital Pediátrico em Enfermaria.


Comente