Esportes

Al-Hilal ou Espérance: quem são os possíveis adversários do Flamengo no Mundial de Clubes?

Time brasileiro precisa disputar a semifinal para tentar o bicampeonato da competição

Compartilhe:

Campeão Brasileiro e da Copa Libertadores, o Flamengo tenta encerrar o ano com mais uma conquista. Sites de aposta, como o www.apostasesportivas24.net, já estão à postos para que jogadores possam escolher quem leva o Mundial de Clubes, que começa no dia 11 de dezembro, no Catar.

Enquanto todos falam de uma possível final do time brasileiro contra o Liverpool, dois times podem atrapalhar o sonho flamenguista de chegar a decisão. Isso porque, o rubro-negro carioca precisa vencer a semifinal, que será disputada no dia 17 de dezembro.

O adversário do time brasileiro vai sair do confronto entre Al-Hilal, clube da Arábia Saudita e campeão da Champions da Ásia, e o Espérance, clube da Tunísia, que faturou a última edição da Champions da África.

Sauditas e tunisianos vão se enfrentar no dia 14, às 12h (de Brasília), no Estádio Jassim Bin Hamad pelas quartas de final do Mundial do Catar. Abaixo, um pouco da história dos dois clubes que pretendem atrapalhar o sonho da nação flamenguista.

O Al-Hilal é um dos clubes mais famosos do futebol no Oriente Médio. O clube venceu a Liga dos Campeões da Ásia com vitória por 2 a 0 sobre o Urawa Red Diamonds, do Japão. O Al Hilal, aliás, é velho conhecido do técnico português Jorge Jesus, o Mister, atual treinador do Flamengo e um dos responsáveis pelo ano histórico do clube. Jesus trabalhou no Al Hilal antes de chegar ao Flamengo por sete meses e conquistou a Supercopa Saudita.

Outro que conhece bem o Flamengo e agora joga no time saudita é o volante Gustavo Cuéllar, que defendeu o clube brasileiro até agosto deste ano.

Os principais destaques do time são o atacante francês Gomise o meia italiano Giovinco. O treinador do time é o romeno Razvan Lucescu, de 50 anos.

Espérance

O time da Tunísia chegou ao Mundial deste ano ainda em maio, quando venceu o Wydad Casablanca, do Marrocos, na final da Liga dos Campeões da África. O Espérance é o atual bicampeão do continente e tem, ao todo, quatro títulos da Champions: 1994, 2011, 2018 e 2019.

É o maior clube do país, com 28 títulos nacionais. Ainda assim, vai ser difícil o torcedor brasileiro identificar algum jogador, já que o clube não conta com nenhuma grande estrela.

O principal destaque do time é Anice Badri, de 29 anos, que jogou no Lille entre 2010 e 2013, e costuma ser convocado para a seleção da Tunísia – disputou, inclusive, a Copa do Mundo da Rússia. Quem também se destaca são os dois argelinos titulares do time: o meia Benguit e o lateral-esquerdo Chetti.

O treinador é Mouine Chaabani, de 38 anos. Ele foi auxiliar da equipe entre 2016 e 2018. Em agosto do ano passado, acabou efetivado no cargo. Já conquistou os títulos da liga tunisiana, da Supercopa da Tunísia e da Liga dos Campeões da África.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *