Esportes

Inclusão social e saúde: Conheça o primeiro time de futebol de amputados do Amapá

Além da prática de atividade física, o futebol promove o estímulo à independência e autonomia dos amputados e busca expandir cada vez mais a modalidade no Amapá.

Compartilhe:

Railana Pantoja
Da Redação

 

Após um acidente com fogos de artifício e consequentemente a perda da mão direita, o amapaense Wilton Barros começou a desenvolver problemas de saúde, como princípio de obesidade, depressão e sedentarismo, decidiu praticar esportes para melhorar a saúde física e mental. Tentou natação, atletismo e outras atividades físicas, mas estava insatisfeito.


Foi então que Wilton observou o cenário esportivo local e em 6 de fevereiro de 2018 concretizou a ideia de criar o primeiro time de futebol de amputados do Amapá, realizando o primeiro encontro dos jogadores. “Antes do acidente eu tinha muita afinidade com o esporte, mas não praticava tanto. Ganhava meu sustento como pintor de residência e artístico”, disse.

O primeiro encontro do “time” contou com apenas quatro jogadores: Alex, Magno, Cláudio e Lucas, na Praça da Conceição. Ele também contou com a ajuda de dois professores de Educação física, Jean Barros e Matheus Henrique, que posteriormente passaram a ser treinador e auxiliar do time. Atualmente, são 12 atletas participando da modalidade.


“Depois que levei a proposta para Jean e Matheus eles me chamaram de louco, mas toparam. Eu comecei um ‘boca a boca’ na cidade e pessoalmente conversei com cada um, fui também no Creap e levantei dados de amputados no Amapá. É muito difícil convencer o amputado a se expor desse jeito, não querem. Depois fui para as redes sociais e reportagem pra divulgação, e começamos com 4 amputados”, relembra.

Além da prática de atividade física, o futebol de amputados promove a interação social dos participantes, promove o estímulo à independência e autonomia dos amputados e busca expandir cada vez mais a modalidade no Amapá e representatividade dos amapaenses nos eventos nacionais.
“Em 2018, com uma delegação de 18 pessoas, conseguimos a proeza de ser o primeiro time de futebol de amputados do Amapá a entrar na competição nacional. Aconteceu em Sorocaba (SP), o Campeonato Brasileiro de Futebol de Amputados B. Foi algo extraordinário, amputados que nunca tiveram oportunidade, pois amputação estava em outro uniforme, ficamos em êxtase”, conta Wilton.

As competições regionais ainda estão começando. “Só existe time em Belém do Pará e Amapá na região Norte. Fizemos no ano passado o Open Norte, mas Macapá não faz parte do calendário nacional. Nesse ano de 2020 teremos a presença de Belém aqui em Macapá, dependendo agora dessa pandemia”, finalizou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *