Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Diário Destaque

Capiberibe anuncia que PSB não terá candidatura ao GEA

É a 1ª vez, desde 1994, que o partido não lançará candidatura própria ao GEA.


Rodrigo Silva
Da Redação

 

O ex-senador João Alberto Capiberibe, presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB-AP), anunciou na manhã desta sexta-feira (3) que a legenda não terá candidatura própria ao Governo do Estado do Amapá nas eleições de outubro. Em março deste ano, o PSB havia lançado a pré-candidatura da professora Piedade Videira, mas, atendendo pedido da executiva nacional do partido, teve que declinar da pretensão e agora Piedade concorrerá a uma vaga de deputada estadual.

 

De acordo com Capiberibe, o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, informou que a legenda tinha 13 pré- candidaturas aos governos estaduais, mas apenas 05 deverão continuar. O principal objetivo é o fortalecimento das alianças locais no campo democrático e popular, e a campanha do ex-presidente Lula.

 

“A decisão foi dolorosa! É a primeira vez, desde 1994, que o PSB no Amapá não traz um nome ao Governo, mas hoje a única forma legal de financiamento de campanha é o fundo partidário e fomos informados pelo nosso presidente que, devido ao grande número de candidaturas aos governos estaduais, não teria condição do nosso partido apoiar todos”, ressaltou Capiberibe.

 

Sobre o cenário nacional e o palanque do qual fará parte no Amapá, Capiberibe afirmou que o anúncio deverá ser feito semana que vem provavelmente pelo ex-presidente Lula e pelo pré-candidato a vice, Geraldo Alckmin, que é do PSB, mas a tendência é que a legenda apoie o pré-candidato Lucas Abrahão (Rede) na corrida pelo Setentrião.

 

Senado
João Capiberibe também anunciou que tentará retornar ao senado nas eleições de outubro. O ex-senador informou que sua candidatura foi avalizada como prioridade pelo diretório nacional do PSB, referendada pelo ex-presidente Lula e é possível que os partidos considerados do campo progressista ( PT, PC do B, Rede, Psol e PC do B) também o apoiem.


Comente