Política

Lucas lamenta desistência de empresa francesa para exploração de petróleo no Amapá

Senador amapaense discutiu a pauta nesta segunda-feira (19) durante reunião da Comissão de Infraestrutura do Senado.

Compartilhe:

O senador Lucas Barreto (PSD-AP) lamentou nesta segunda-feira (19), durante reunião semipresencial da Comissão de Infraestrutura (CI), do Senado, a desistência de uma empresa francesa na exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas, no Amapá, após dificuldades de obter o licenciamento ambiental. Cabe agora à Agência Nacional de Petróleo (ANP), abrir um novo processo para encontrar um operador substituto. O tema veio à baila durante a discussão sobre licenciamento ambiental no Brasil para a exploração de petróleo.

 

— O que falta lá só é a licença do Ibama. Então, havia uma expectativa de que nós já tivéssemos essa exploração há um tempo e está sendo protelado. Então, a gente vai precisar muito do apoio de vocês, porque é uma reserva, é uma riqueza do Brasil, e se fala que tem que aproveitar essa riqueza — disse Barreto.

 

Presidente da CI, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) também lamentou o atraso na exploração e apontou que o governo precisa olhar com atenção para o petróleo na região fronteiriça.

 

— Não sei se combinaram com o país francês, que está do lado, a Guiana, para colocar ali uma parede de contenção na divisa, e há os poços de petróleo. Eu não sei se eles respeitam territorialidade, porque do lado de cá não se pode explorar, mas a Guiana explora, e com o Macron [presidente da França] fazendo discursos lá, três por quatro, criticando a Amazônia brasileira, criticando a exploração brasileira das riquezas naturais. Então, é dever-poder da agência assegurar a transformação dessa riqueza em benefício do Brasil — declarou Marcos Rogério.

 

Segundo a indicada para a compor a diretoria da ANP, Symone Araújo, existe “um desafio ambiental a ser vencido”.

 

— É fundamental, nessas questões que envolvem obviamente uma transversalidade, a gente vê, claramente nessa preocupação trazida pelo senador Lucas Barreto, a necessidade de integrarmos áreas de governo, no sentido de que a gente tem um desafio ambiental a ser vencido e que é este desafio ambiental que, de certa maneira, nos impede do melhor aproveitamento dessa riqueza — declarou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *