Política

Nenê do Frango diz que pode provar acusações de prática de corrupção contra Ofirney Sadala

Vice-prefeito diz que denúncias já estão sendo formalizadas junto aos órgãos de Controle Externo, entre eles o Ministério Público Federal.

Compartilhe:

O vice-prefeito do município de Santana Nenê do Frango deu sua primeira entrevista após denunciar através das redes sociais o prefeito Ofirney Sadala de corrupção. Ele afirmou no programa LuizMeloEntrevista (DiárioFM 90,9) desta sexta-feira (22) que pode provar as acusações e revelou que já está formalizando Representação junto aos órgãos de Controle Externo, entre eles o Ministério Público Federal (MPF) e Controladoria Geral da União (CGU).

De acordo com Nenê do Frango, ele esteve na noite desta quinta-feira na Câmara Municipal para apresentar as provas dessas denúncias, com o objetivo de viabilizar a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) contra Ofirney, mas reclamou que não foi ouvido pelos vereadores.

“Ontem estive na Câmara a convite da vereadora Helena, mas a sessão foi muito tumultuada, parte dos vereadores que era pra fazer perguntas sobre o assunto focaram em outra situação; fiquei até o final, mas senti que os vereadores presentes estavam mais como advogados do prefeito, deixando de cumprir a missão de parlamentar que é fiscalizar e investigar a gestão municipal”, reclamou.

Questionado pela bancada do programa se possui provas da prática de corrupção por parte do prefeito, Nenê do Frango afirmou que são verdadeiras e que tem como provar: “Eu estava presente quando o empresário José Lobato entregou os R$ 12 mil; quanto à argumentação de que esse dinheiro seria para pagar uma indenização judicial para o prefeito, não procede, porque essa ação não continuou porque o juiz que estava fazendo a audiência não quis ouvir testemunhas; o Lobato voltou ao MP (Ministério Público) e na próxima terça-feira é que vai haver nova audiência, da qual vou participar como testemunha do empresário Lobato”.

Perguntado se mantém a afirmação de que Ofirney é “propineiro”, Nenê do Frango minimizou: “Eu não tenho conhecimento de outras propinas, mas sim, com certeza, dessa que ele recebeu do empresário”, complementando, ao ser questionado sobre a razão que o levou a denunciar o prefeito:

– Eu sei que fiz denúncia contra uma pessoa que foi oficial de justiça, advogado, promotor e juiz, não é qualquer pessoa que não conhece lei; sei que se eu não provar vou responder processo; mas eu tenho como provar; eu denunciei, entre outras razões porque ele (Ofirney) não me reconhece ainda como vice-prefeito, nunca teve respeito por mim, sempre faltou com o respeito; desde que iniciou a gestão ele vinha causando outros problemas, mas chegou o momento que eu vi que não dava mais para caminharmos juntos – finalizou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *