Política

Paulo Lemos diz que vai interceder por ostomizados junto ao governo

Deputado Paulo Lemos (PSOL) esteve em reunião com representantes da Associação dos Ostomizados do Amapá para discutir os problemas sérios enfrentados pelos pacientes.

Compartilhe:

O deputado estadual Paulo Lemos (PSOL) esteve reunido nesta terça-feira, 21, com representantes da Associação dos Ostomizados do Amapá, para expor a situação complicada pela qual estão passando. Segundo a presidente da entidade, Rosillete do Carmo, elementos básicos como “kits de colostomia” e assistência psicológica, por exemplo, têm sido negligenciados a estas pessoas, as quais lutam para garantir uma vida com dignidade e menos sofrimento.

De acordo com a Portaria do Ministério da Saúde (Nº 400/2009-MS), o poder público é obrigado a fornecer estes acessórios e adjuvantes aos ostomizados, para que possam ter o mínimo de qualidade de vida. A presidente expõe que o kit fornecido pelo Estado contém apenas uma dezena de bolsas de coleta de colostomia, de má qualidade, e não possui os adjuvantes, como pomadas para evitar dermatites, por exemplo, fugindo ao que estabelece o MS.

“Conheço pessoas que trocaram dez vezes a bolsa no mesmo dia, sendo que, um assessório como este, teria que durar no mínimo três dias. Não podemos ficar sem bolsas, pois nossa condição intestinal é involuntária, por isso, regra a nossa vida e, em algumas situações, nos causam constrangimento, se não forem bem afixadas, o que é comum acontecer quando não há qualidade do produto”, explicou.

Rosillete reitera que muitos pacientes usam luvas de procedimento e garrafas pet como alternativa na falta de bolsas, porque há irregularidade na entrega dos kits. “Nem sempre tem”, ressalta. Outra situação exposta pela Associação diz respeito à adaptação de banheiros em locais públicos que atenda às necessidades dos ostomizados. “Banheiros normais não são adequados para esvaziar as bolsas e, em muitos casos, podemos até nos sujar”, reitera.

Sensibilizado, Lemos abraçou a causa e se propôs a intermediar uma reunião da Associação com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Além disso, vai elaborar um Projeto de Lei que irá instituir, no âmbito estadual, banheiros adequados aos ostomizados e, pela Ouvidoria da Assembleia, levar o assunto ao conhecimento do Legislativo, bem como promover reuniões com o Ministério Público e Tribunal de Justiça para promoção da cidadania e garantir os direitos desses pacientes.

“As pessoas e a imprensa precisam conhecer a situação que vocês estão passando. Nosso mandato está à disposição dessa bandeira. Vamos ajudar a amenizar esse sofrimento pelo qual essas pessoas estão passando”, diz o deputado.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *