Política

Prefeitura de Tartarugalzinho quer esclarecer ‘dívida’ com alimentação de servidores

Questão ‘bombou’ nas redes sociais; procuradora e secretária de finanças do município estão em Macapá à procura do empresário Gil.

Compartilhe:

A procuradora do município, Sofia Oliveira, e a secretária de finanças de Tartarugalzinho, Neida Cunha, estão em Macapá para tratar com um empresário de prenome Gil a questão de fornecimento de alimentação a servidores dessa unidade amapaense sem receber pelo serviço.

Pelo que disse a procuradora Sofia, no programa LuizMeloEntrevista (Diário 90,9), na manhã desta terça-feira, 13, a Prefeitura Municipal de Tartarugalzinho não autorizou ninguém a fornecer refeições a funcionários seus quando estiveram em Macapá para fazer um curso.

O empresário Gil, após passar nove meses do serviço realizado, e não receber o pagamento, postou na internet reclamação acusando o prefeito do município, Rildo Oliveira, pela dívida. A reclamação teve grande repercussão não só em Tartarugalzinho, mas em todo o estado do Amapá.

A procuradora Sofia, acompanhada de Nádia, a secretária de finanças, disse no programa que ao tomar conhecimento da postagem de Gil procurou se inteirar da questão, e constatou que na Prefeitura não há nenhum pendência relativa à alimentação, tendo o prefeito garantido que nunca manteve contato com empresário de alimentos.

“Para esclarecer este assunto, e não deixar dúvidas quanto à lisura da gestão de Tartarugalzinho, estamos aqui; vamos procurar o empresário Gil e tomar providência; pelo que passo a perceber, alguém usou o nome do município na contratação desse serviço, e esse alguém terá que ser responsabilizado”, concluiu Sofia Oliveira.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *