Política

Randolfe apresenta em Madri documentário produzido por Wajãpis

No encontro, os representantes do Ministério do Meio Ambiente da Alemanha se comprometeram a lançar, já no próximo ano, um edital de financiamento de ONGs para ações de preservação da Amazônia.

Compartilhe:

Nesta terça-feira (10), o senador Randolfe Rodrigues (REDE) fez a apresentação do curta “MOMA’E JARÃ KÕ JIKUWAÊ’Ã KÕ (Os donos que a gente não vê), realizado e produzido por Wajãpis, alunos da Escola Indígena Estadual Aramirã, localizada em Pedra Branca do Amapari, no Amapá, na reunião com parlamento Alemão, na COP-25, em Madri.

Em agosto, o Facebook solicitou a indicação de uma escola pública do Amapá para participar do Projeto Cineastas 360° e o senador indicou os alunos da escola indígena. Eles passaram por capacitação para usarem a tecnologia de vídeo 360° para produzir um filme que retratasse questões relevantes de sua comunidade. Os estudantes Wajãpis Kauri Waiãpi, Motan Waiãpi, Kuripiri Waiãpi e Aikyry Waiãpi aprenderam a desenvolver roteiros, filmar e editar usando tecnologia 360°. A primeira vitória da turma foi no Brasil com a premiação do curta como o melhor da região Norte.

Em Madri, o curta foi apresentado para grandes líderes mundiai. A secretária do Parlamento da Alemanha, Rita Schwarzelühr-Sutter, se emocionou com o curta que conta a realidade e os desafios do povo da floresta que tenta, diariamente, defender nosso bem mais precioso: o meio ambiente. “Rita ficou encantada – como todos nós – com a relação espiritual dos indígenas com a floresta e se comprometeu em pressionar o Governo Brasileiro em prol da sustentabilidade, inclusive em torno das cláusulas do importante acordo UE-Mercosul”, explicou o senador.

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *