Política

Waldez Góes é o 3º governador da Região Norte que mais cumpriu promessas de campanha

Entre as 27 unidades da Federação, o governador do Amapá é o 10º que mais cumpriu os compromissos registrados na Justiça Eleitoral.

Compartilhe:

O governador Waldez Góes (PDT) é o 3º governador da Região Norte que mais cumpriu promessas de campanha. Entre todas as unidades da Federação, ele é o 10º a cumprir o programa de governo registrado na justiça eleitoral antes das eleições de 2014. No total, 61,76% dos compromissos assumidos oficialmente foram cumpridos totalmente ou estão em fase de execução.

A realização de concursos públicos surge como uma das ações mais eficientes, além da promessa de reduzir o déficit de militares e agentes da Polícia Civil no Estado, inclusive as reformas das delegacias de Santana, Integrada Distrital (DID) e Porto Grande. Soma-se a isso a reativação dos conselhos de segurança em bairros como o Congós e a implantação da Academia Militar para a formação de oficiais, no próprio Estado, com a primeira turma formada em 2015.

Na área da Educação, é citada a implantação do ensino médio em tempo integral com as Escolas do Novo Saber, atendendo cerca de 1,3 mil alunos. O novo sistema foi implantado em 8 escolas de Macapá e Santana. Na saúde, é evidenciado que o governo implantou em seis unidades, o Sistema de Gestão Estadual de Saúde (Singes), que garante eficiência na gestão de controle de medicamentos e uma administração independente aos hospitais. Com o sistema, a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica (CAF) sabe em tempo real quais medicamentos a rede tem e os que estão em falta.

A avaliação do trabalho de Waldez Góes como o 10º governador mais eficiente também é explicado pelas ações para o desenvolvimento econômico com a regulamentação da Zona Franca Verde de Macapá e Santana (ZFV) feita pela ex-presidente da República em dezembro de 2015. “Apesar de o decreto ser de competência da União, o Estado teve papel fundamental ao cobrar dos órgãos reguladores a assinatura do decreto”, reforçou o governador.

Destaca-se, ainda, a criação da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá) para elaborar marcos regulatórios, a fim de desburocratizar a formalização de empreendedores e rediscutir o pagamento antecipado dos empresários ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS), medida chamada de ‘substituição tributária’. Outro ponto levantado pelo estudo destaca o sistema de monitoramento da dívida pública. A Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) criou a periodicidade mensal de Notas Técnicas, na qual, informa a situação atualizada da dívida pública. Os documentos são de acesso público e podem ser solicitados no portal da Lei de Acesso à Informação (LAI).

A promessa da execução do Plano de Mobilidade Urbana também está sendo executado, com frentes de trabalho em municípios como Porto Grande, Calçoene, Laranjal do Jari, Vitória do Jari, Santana e Macapá. Entre os serviços estão, drenagem, terraplanagem, asfaltamento e construção de meio fio. Em destaque também está o asfaltamento da AP-010, que liga a sede do município de Mazagão ao distrito de Mazagão Velho, além da inauguração da Ponte da Integração, que interliga o município de Mazagão a Santana e a capital Macapá.

O governador destaca que, apesar da crise econômica e financeira que abalou o Brasil e, em especial o Amapá nos últimos anos, o seu plano de governo está sendo executado de forma satisfatória: “Mesmo com todas as dificuldades financeiras enfrentadas, nós conseguimos equilibrar o Estado, seguimos trabalhando e realizando obras, fazendo concursos públicos e mantivemos os salários dos servidores em dia. Não foi fácil, mas temos a expectativa que este ano de 2018, será melhor”, avaliou Waldez Góes.

 
Compartilhe:

Tópicos: