Última Hora

Menina de 13 anos luta contra o câncer pela segunda vez

Menina de 13 anos de idade foi novamente diagnosticada com câncer no estômago há dois meses. O primeiro câncer surgiu aos 5 anos de idade

Compartilhe:

É pela janela do apartamento 204, bloco 10, quadra 1 do conjunto habitacional Macapaba, na zona oeste de Macapá, que a estudante Ana Carla Martins, de 13 anos, sonha um dia se tornar médica cirurgiã pediátrica. O sonho não é à toa. Aos cinco anos de idade ela foi diagnosticada com um câncer no estômago (linfoma), como revelou a família ao programa LuizMeloEntrevista (Diário 90,9FM) na manhã desta quinta-feira, 22.

Uma das maiores dificuldades foi encontrar um cirurgião pediátrico para fazer a cirurgia. “Isso me incentiva a seguir para essa profissão que tem, acima de tudo, amor e dedicação. Quero ajudar as crianças com câncer”, define.

Ana Carla – aos 5 anos – precisou retirar 18 cm do intestino que já haviam sido afetados pelo câncer. A cirurgia foi feita no Hospital Ophir Loyola, em Belém (PA). Antes, porém, ela já havia permanecido internada por três meses no Hospital da Criança, em Macapá, sem o diagnostico da doença.

“Foi só quando chegamos a Belém que os médicos a diagnosticaram com o câncer. A cirurgia precisou ser feita de forma emergencial, sob pena da doença se espalhar para os outros órgãos. Foi uma batalha difícil, mas naquele momento conseguimos a vitória”, declara a mãe de Ana Carla, Juracema Ferreira, de 36 anos.

Há época, para o tratamento da garota, o pai, Paulo Sérgio, 59 anos, precisou vender a casa e o carro da família. “Era preciso custear as despesas e não tínhamos condições. Fiz empréstimos no banco, vendi o patrimônio e me endividei. Hoje voltamos a viver esse drama e precisamos de ajuda para levar minha filha para fora do estado, pois aqui não tem como tratá-la”, desabafa.

Servidor público do estado, Paulo Sérgio fez empréstimo consignado, mas como o governo não fez o repasse às instituições financeiras ele teve o nome incluído nos serviços de proteção ao crédito.

“Batemos à porta do juiz Marconi Pimenta, no Juizado Zona Norte, e ele moveu uma ação para assegurar que mesmo com essa falta de repasse ao agente financeiro, por parte do estado, o banco possa abrir uma nova linha de crédito”, descreveu.

Há dois meses a família teve a notícia de que o câncer havia voltado, e de forma ainda mais agressiva. De acordo com o voluntário do Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) João de Deus, contatos já foram feitos com o Hospital de Barretos e o Hospital Santa Marcelina.

“Estamos aguardando uma resposta, mas ela tem prioridade. O Hospital Santa Marcelina já informou que aguarda apenas a abertura de um leito para poder interná-la. Porém, a família precisará ter recursos para custear a viagem e estadia. É essa corrente de solidariedade que estamos construindo para poder ajudar essa família”, disse João de Deus.

Os pais estão recorrendo aos amigos e às pessoas solidárias para ajudar com qualquer valor que possa ajudar no tratamento. Um telefone foi disponibilizado pelos pais de Ana Carla para contato e informações adicionais de como as pessoas podem ajudar: 991761526.

 

A conta para depósitos é:

Bradesco
Agência 0523-1
C/C 0094461-0
Paulo Sérgio Pereira da Silva

Sempre sorridente a menina de olhar no futuro define o sentido da vida. “Devemos viver cada dia como se fosse o último, mas sempre acreditando que ele será o primeiro de uma longa jornada. Com fé em Deus sempre venceremos”, concluiu.

 

Elden Carlos
Da Redação

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *