Turismo

UM NOVO AEROPORTO

Operações começam em dezembro

Compartilhe:

CLEBER BARBOSA
EDITOR DE TURISMO

As obras do novo Aeroporto Internacional de Macapá entram na reta final e agora a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) já anuncia uma data oficial para a entrega. Nas palavras do superintendente de Engenharia da Infraero, Adelcio Guimarães, o novo terminal de passageiros começa a operar em dezembro deste ano. Ele esteve em Macapá durante o fim da semana, para uma visita técnica ao canteiro de obras, numa articulação do deputado federal Vinícius Gurgel (PR-AP), que alocou recursos federais que garantiram a conclusão da obra.


Falando ao Diário do Amapá, o executivo da Infraero explicou que a nova gestão da estatal vem adotando medidas saneadoras e recuperando obras tidas como problemáticas – como é o caso do aeroporto de Macapá. “Fiquei muito satisfeito como encontramos o estágio da obra, em relação à última vez que estive aqui, como o eixo viário preparando e com a colocação do asfalto. Com relação às obras de construção civil a gente está finalizando e vamos partir agora para os acabamentos, pois na semana que vem chega o granito e da próxima vez vocês já não vão pisar na lama ou poeira”, disse Guimarães, em tom descontraído na coletiva que concedeu à imprensa local.

Modernidade
A Infraero também confirmou que um dos pedidos feitos pelo Amapá desde a retomada da obra, foi a instalação de três “finger”, como são chamadas tecnicamente as pontes de embarque dos passageiros. “Além de um acessório mais moderno, vai representar mais comodidade e conforto aos passageiros, seja sob sol ou sob chuva”, disse o deputado Vinícius Gurgel. O parlamentar também destacou a mobilização do consórcio responsável pela obra, que reúne 600 operários nessa reta final da conclusão da obra. “Isso é geração de emprego e renda”, disse ele.

Ainda segundo o deputado, a notícia da entrega desse novo terminal já começa a produzir resultados junto ao mercado de aviação civil. “Estamos trabalhando para trazer uma nova companhia aérea para operar em Macapá, aumentando a demanda de voos diários, já tendo obtido um aceno positivo da empresa aérea Avianca, que também opera voos internacionais, portanto poderá fazer um levantamento de viabilidade para também operar voos para países próximos, como a própria Guiana Francesa aqui do lado”, avalia Vinícius Gurgel.
A entrega do novo aeroporto, além de sistema aeroportuário, pode alavancar o desenvolvimento econômico do Amapá.

 

Capacidade instalada para 20 anos de demandas

Quando totalmente concluído, o complexo aeroportuário contará com 27 mil metros quadrados, quatro vezes maior do que o atual terminal de passageiros, com um sistema viário de acesso, novo pátio e terminal, além de algumas edificações complementares. O número de cabines de check in ampliará de 10 para 25.


Também estão sendo construídos, no pátio, três pontes de embarques, através de conectores, elevadores, dois níveis de escada rolante e, mais de 700 vagas para estacionamento de veículos, mais que o dobro da capacidade atual, que é de 150. E a capacidade de passageiros será de 5 milhões, anualmente. As obras estão previstas para serem concluídas em dezembro deste ano, com o início das operações, mas segundo a Infraero até março ainda poderão ser realizados serviços de acabamento e ajustes na infraestrutura aparente.

O pátio do aeroporto será capaz de abrigar até dez aviões, simultaneamente e, haverá três estruturas que protegerão os passageiros ao sair da aeronave. Trata-se de uma instalação nova, toda projetada, com características semelhantes a dos aeroportos mais modernos do mundo, o que vai melhorar muito a infraestrutura aeroportuária do Estado.

 

Infraero abrirá em agosto as licitações para 43 novas lojas no aeroshopping

Além de todas as demandas que o mercado do turismo, do transporte de cargas, da saúde, do lazer e de tudo o que o transporte aéreo representa para um estado insular como o Amapá – onde só se chega de avião ou navio – existem também novas possibilidades para o comércio local. Dentro do novo conceito de terminais, que absorvem um “aeroshopping”, a Infraero anuncia para o próximo mês de agosto as licitações para as conceções comerciais do novo aeroporto de Macapá.

Segundo o vice presidente de engenharia, que esteve em Macapá na sexta-feira, este conceito de modernidade aos terminais, além de garantir toda comodidade, conforto e até entretenimento aos usuários e passageiros dos aeroportos da Infraero, acabam contribuindo também para o incremento do comércio local. “Serão mais de quarenta pontos comerciais, seja na praça de alimentação, seja nos chamados free shop que deverão ser explorados por empreendedores locais, gerando receita e também empregos diretos e indiretos”, disse.

A Infraero não confirmou as datas, mas garante que até agosto os editais de licitação serão lançados, para que possa ser viabilizado o certame, com prazos razoáveis para a preparação das propostas e, claro, da realização das obras e até compras de estoque por parte dos empreendedores. “Nós estamos muito satisfeitos com o andamento das obras, nesta que é a maior obra em execução pela Infraero em todo o Brasil. Estamos muito orgulhosos por isso e dando um tratamento todo especial a ela, vindo com mais frequência até Macapá por entender a importância desse novo aeroporto para o país, para a Infraero e para o Estado, a sociedade e todas as comunidades, pois o aeroporto é fundamental para a cidade, que merecia há muito tempo um aeroporto moderno e maior”, completou.

CURIOSIDADES

– Serão mais de 40 pontos comerciais, incluindo os escritórios das empresas aéreas, locadoras de automóveis, restaurantes, lanchonetes e 25 guichês de check in das companhias.
– O novo estacionamento, que será terceirizado, terá vaga para 700 veículos. Hoje são apenas 150 vagas.
– Atualmente o aeroporto movimenta 1,7 milhão de passageiros por ano; o novo terá capacidade para 5 milhões de passageiros/ano.

20 anos
Projeção em anos para a capacidade instalada do novo terminal de passageiros de Macapá.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *