Cleber Barbosa

Estiagem

Algumas pessoas que observam o céu de Macapá nos últimos dias parecem esperar pela chuva. De fato, andaram circulando umas nuvens escuras nas últimas 48 horas, mas nada de água. Os mais antigos dizem que só chove mesmo é perto do Natal. É esperar!

Fonte

Um japonês visitou o estande do Amapá durante a última edição da Expo Internacional de Turismo, em São Paulo e demonstrou saber muito sobre o estado. Disse ter lido o livro “Saraminda”, de José Sarney.

Valor

Aliás, sobre a faceta intelectual de José Sarney, terá sido outra grande contribuição sua para com o estado que o acolheu depois da Presiência da República. Ele difundiu as coisas do Amapá no mundo literário.

Rio Branco

Ontem o aniversário do Laudo Suíço, que completou 115 anos. A questão do contestado entre Brasil e França, por conta das terras, passou quase desapercebida aos olhos da mídia, escolas, faculdades. 

Cabralzinho

Por falar em história, a Praça Veiga Cabral está em um tapume enorme anunciando que está em reforma. A sociedade espera por um resultado que valorize este logradouro e o personagem que lhe dá nome.

A volta

Dennis Chung, principal acionista da nova controladora da mineradora Icomi S.A. diz que o Conselho de Investidores, liderado por Robert Noh, está pronto para retomar o projeto industrial em Serra do Navio. Só falta resolver um impasse judicial e eles pretendem vir ao estado anunciar esta boa-nova.

Mercado

A controladora da velha Icomi agora é a Durbuy Natural Resource, que tem como braço brasileiro a Brica do Brasil. A Coréia do Sul é a principal interessada na futura produção de manganês e carbonato de manganês que ainda existem nas minas de Serra do Navio. Seria uma excelente notícias para fecharmos 2015.

Demanda

A coluna ouviu algumas pesssoas que residem no maior interessado nessa volta da icomi, o município de Serra do Navio. Lá, é voz corrente que sabem exatamente que dormem todas as noites sobre uma enorme riqueza que podia estar sendo explorada, gerando emprego e renda.

Cobrança

A ideia de levar ao rádio um debate desse nível é mais para que nossos congressistas possam prestar contas do que andam fazendo com seus mandatos. Que foram outorgados pelo eleitor, bom lembrar. 

Voltou

Sabe aquela invasão da rodovia Norte-Sul, que a Justiça mandou debelar há duas semanas? Pois é, está de volta. A insistência de especuladores teria motivação política, com pseudos candidatos articulando.