Coluna Esplanada

Perigo online

O vício da nova geração da exibição das conquistas e agruras da vida – até em tempo real – na Era das redes sociais também tem seus benefícios. O departamento de inteligência e segurança do TikTok no Brasil foi alertado por internautas e agiu rápido junto à Polícia Civil do Rio de Janeiro, e impediu que uma adolescente tirasse a própria vida, ingerindo comprimidos, enquanto transmitia um vídeo ao vivo na terça-feira, sozinha em casa. A segurança online do TikTok acionou de imediato a Agência Central de Inteligência da Polícia Civil. Agentes da 5ª DP localizaram o endereço da menina na periferia da capital a tempo de familiares e vizinhos chamarem o SAMU para internação. Até o fechamento da Coluna não havia notícias do estado de saúde, mas evitou-se a morte. A Polícia lamenta não ter a mesma interface com outros sites de redes sociais que operam no Brasil.

 

Tudo combinado

Após travar por meses a tramitação do projeto de lei que libera bingos e cassinos, depois de aprovação na Câmara dos Deputados, o senador Davi Alcolumbre (UB-AP) vai liberar a proposta na pauta após a eleição. O plano do lobby dos jogos é aprovar no Senado até dezembro, antes do recesso parlamentar. O presidente Bolsonaro veta – não quer encrenca com evangélicos – mas o Congresso derruba em seguida. E segue o jogo.

 

Telmário revoltado

A eleição mal começou e já tem gente abandonando a chapa. O senador Telmário Mota (PROS-RR), que tenta a reeleição, foi surpreendido ontem por uma carta de Marcus Holanda renunciando à primeira suplência na chapa. O curioso é que Holanda assina como presidente nacional do PROS, e não o é – por decisão do STF. Telmário o chamou de tudo, menos pelo nome, em áudio que a reportagem recebeu.

 

Pescado podre

A Vigilância Agropecuária Internacional de Foz do Iguaçu (PR) evitou a entrada no brasil de 905 toneladas de alimentos de origem animal, impróprios para o consumo humano, no 1º semestre deste ano. São produtos da Argentina (765,5 T) e do Paraguai (140 T) e foram devolvidos por problemas documentais e contaminação por parasitas. Do total, 676,6 T eram de pescado congelado.

 

‘Venezueleiros’

Recenseadores do IBGE entrevistaram quase todas as 2 mil famílias que estavam nos abrigos da Operação Acolhida, em Boa Vista, Roraima. Nos primeiros dias de aplicação Censo 2022, que passará por todos os domicílios brasileiros, a equipe contemplou cerca de 1.800 residências temporárias de pessoas refugiadas e migrantes abrigadas.

 

Índice Boteco Rio

A economia volta a resprirar no Rio de Janeiro – pelo menos no índice boteco. Pela primeira vez em 2022, os donos de bares e restaurantes da cidade registraram mais lucro do que prejuízo, no mês de julho. Segundo a pesquisa da Abrasel, 32% dos estabelecimentos tiveram lucro no período, contra 30% do mês anterior. O índice de casas que fecharam o mês no vermelho caiu de 35%, em junho, para 24%, em julho.

 

************************************************************************************************************************************************

 

Mão amiga

A Marinha do Brasil vai vender dois navios sucateados para reforçar o caixa, e anunciou em jornais nesta semana o edital de leilão. Mas o que ninguém sabe é a mão amiga da Força, há anos, para nações da África, em especial. Quando não vende, doa materiais e equipamentos. E recentemente, tem treinado oficiais da recém-criada Marinha da Namíbia.

 

Quem é o pai?

Passada a comemoração no domingo, chama a atenção o número de crianças registradas sem o nome paterno. Números dos Cartórios de Registro Civil do Paraná, para citar um Estado apenas, mostram que nos sete primeiros meses deste ano, 4.088 crianças foram registradas sem o nome do pai. Os dados ganham relevância quando se observa que 2022 registrou o menor número de nascimentos para o período desde 2016.

 

Show de mistério..

A pequena cidade de Conselheiro Pena (MG) está animada com sua exposição agropecuária após dois anos sem festa. Mas a prefeita Nádia Filomena, pelo visto no Diário Oficial, quer nem saber quem contrata para cantar. O contrato 72/2022 cita R$ 190 mil para a DVH Produções – sem detalhar o show. Já o contrato 67/2022 pagará R$ 125 mil para show da dupla João Neto & Frederico.

 

Recuperação na praça

O mercado ganha fôlego nas contas. As empresas inadimplentes no Brasil pagaram, em abril, 46,3% das dívidas, segundo o Indicador de Recuperação de Crédito das Empresas da Serasa Experian. Do total de débitos em atraso no setor de Utilities, 58,5% foram recuperados, seguido por Financeiras, com 54,8% de quitação no segmento

 

Homem da rachada

O ex-assessor do clã Bolsonaro Fabrício Queiroz espalha para contatos de whatsapp um banner online com sua foto sorridente, nas ruas do Rio, como candidato a deputado estadual e o slogan: o cidadão de bem terá voz na ALERJ. Será que algo mais?

 

Abate pantaneiro

O Comando da Aeronáutica e a Agência Nacional de Aviação Civil fecharam o heliponto do SESC no Posto de Proteção Ambiental Santa Maria, na cidade de Barão de Melgaço (MT). E daí? Era importante base operacional para fiscalização ambiental, usado pelo Corpo de Bombeiros e os militares quando necessário, no mais pantaneiro dos municípios do Estado…

 

******************************************************************************************************************************************************

 

Tropa de Jair

A campanha eleitoral vai começar para quatro pessoas muito próximas do presidente Jair Bolsonaro, que aproveitaram a exposição na mídia dos últimos anos para sonharem com a política: O sobrinho e ex-assessor do presidente, o intérprete de libras que ficou famoso na TV, o segurança presidencial e o advogado polêmico vão disputar cargos eletivos. Fabiano (Republicanos), o ‘mudinho’ da TV ao lado de Bolsonaro, será candidato a deputado federal por Brasília, onde Léo Índio, sobrinho e o mais próximo de Carlos Bolsonaro (filho do presidente) tentará uma vaga a deputado distrital pelo PL. No Rio de Janeiro, o segurança do presidente Max Guilherme – que adotou o nome eleitoral Max Bolsonaro – vai disputar para federal também, pelo PL. E o advogado Frederick Wassef, que protagonizou polêmicas em Brasília (briga em restaurante e suspeita de racismo em shopping) vai concorrer ao mesmo cargo por São Paulo.

 

Galeão em risco

Bolsonaro e Paulo Guedes, preocupados com a situação do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, mandaram a ANAC preparar a “relicitação” do terminal – que sofre com esvaziamento de voos. Dão como certo que a concessionária atual não pretende mais se atolar em dívidas. Mas antes deve pagar cerca de R$ 1 bilhão ao Governo para devolver a operação. A conferir se esse avião financeiro vai decolar ou cair.

 

Prejuízo garantido

A União tentou vender por R$ 3,9 milhões um prédio antigo e tradicional no Centro de Curitiba, a antiga sede da Fundação de Apoio Social (FAZ). Mas ninguém se interessou. Duas situações pesam contra. Técnicos do governo avaliaram a construção e indicam a necessidade de demolição (quem pegar, pagará então pelo terreno, que está caro). E o prédio fica na região da “cracolândia” da capital paranaense. Desvalorização total.

 

Petrópolis sem obras

Devastada pelas chuvas torrenciais e deslizamentos em vários bairros cravados em morros, a cidade imperial de Petrópolis (RJ) continua um caos administrativo. Limpeza segue, o Centro histórico foi recuperado, mas a administração paralisou licenças para novas obras residenciais. E prejudica investimentos que poderiam movimentar a economia na cidade nesse momento difícil.

 

Onda de containers

O GDF corre para limpar o Plano Piloto. Containers-bares ou de lojinhas de diferentes comércios têm aparecido da noite para o dia em pontos importantes de Brasília e onde a instalação é proibida. A Secretaria DF Legal multou há dias em R$ 908,00 e interditou um tal “Quiosque da Michelle”, em frente ao Brasília Shopping, área nobre do comércio da cidade – e não é da primeira-dama. Outra caixa de ferro horrível apareceu em frente ao Hotel Kubitschek Plaza. Fora as barracas com mendigos espalhadas pela capital.

 

A carta da CNBB

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que nos anos 80 se notabilizou por seus religiosos ajudarem a fundação do PT, não quis se envolver desta vez, em tempos de uma guerra ideológica polarizada, na famosa Carta pela Democracia lançada pela USP. À Coluna, garantiu que vai lançar a sua carta, com seu teor – sem ingerências ou teores políticos – na próxima Assembleia do bispado em Aparecida, em outubro.

 

**************************************************************************************************************************************************

 

Exército pecuarista

Os militares encontraram um caminho para eliminar despesas e reforçar o cofre do Exército: criação de gado, mesmo que indiretamente. O Comando Militar do Sul abriu licitação para arrendamento da Invernada CAPÃO CEEE, no Campo de Instrução de Butiá (RS), ao custo de R$ 94.584,80 por ano, em contrato de cinco anos. O certame é direto no assunto: “para fins de exploração pecuária”. E já mapeou nos três Estados do Sul mais 46 áreas disponíveis. Os militares garantem que o gado, uma vez confinado, não atrapalhará os treinamentos — e isso estará no acordo. O ineditismo da decisão vem ao tempo do clima de insegurança dos criadores de gados da região, que podem ver no arrendamento dos QGs um lugar obviamente mais tranquilo. A PM rural investiga série de roubo de gados de raça. Há suspeita sobre quadrilhas do Paraguai. O Exército informa que visa “ajudar a complementar os recursos necessários para manutenção de instalações” e que as áreas “têm contribuído para a preservação do meio ambiente”.

 

Gorjeto boa!

Após ser acusado de dar calote em funcionários de suas empresas e de dever impostos de carros de luxo, o candidato do PTB ao Governo de Alagoas, o senador Fernando Collor, terá de explicar contas de R$ 23 mil da verba de gabinete na churrascaria Fogo de Chão de Brasília. Conforme as notas de posse da Coluna, ele e seus convidados vips aproveitaram caipirinha, cerveja, carne de primeira e o senador deu gorjetas de R$ 2 mil. Procurado, Fernando Collor não respondeu.

 

Aquífero monitorado

Tantas décadas desde a descoberta do potencial do Aquífero Guarani, e só neste ano as autoridades decidiram pelos estudos in loco da área. O Ministério de Minas e Energia, através da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, lançou edital para contratar empresa e perfurar 10 poços na região que abrange parte de São Paulo, e Mato Grosso do Sul.  A abertura das propostas será 22 de agosto.

 

Dinheiro no colchão

Veja como os candidatos do Piauí gostam de guardar dinheiro “debaixo do colchão”, segundo declarações no portal do TSE. O deputado estadual Nerinho (PT) diz ter R$ 440 mil dentro de casa. O vereador de Teresina Leonardo Eulálio (PL) tem cerca de R$ 350 mil em espécie. E a candidata a deputada estadual Gracinha Moraes Souza (PP), filha do ex-senador Mão Santa, possui mais de R$ 250 mil nos armários.

 

Pernada mineira

Ex-ministro do Turismo e amigo próximo de Jair Bolsonaro, o deputado federal Marcelo Álvaro (PL) foi rifado por “aliados” em Belo Horizonte. Ele articulou sua candidatura ao Senado, com apoio do presidente. Agendou reunião com os deputados estaduais bolsonaristas Bruno Engler (PL) e Cleitinho (PSC), com grande grupo. Lá, foi avisado de que o candidato ao Senado será Cleitinho. Curiosamente, Álvaro começou a aparecer armado, e sorridente, em fotos nas redes sociais e

 

Ninho de problemas

Os problemas que envolvem o SENAC-DF estão longe de acabar. O Ministério Público do DF e o TCU investigam os casos de assédio contra funcionários dentro da instituição. O principal alvo das denúncias até agora é a ex-diretora Karine Câmara, demitida recentemente após irregularidades. Mas o atual chefe do jurídico da entidade, Luiz Gustavo, também é investigado. O SENAC informa “que qualquer suspeita apresentada será apurada com o máximo de rigor, seriedade e transparência, respeitando o devido processo legal, o regimento interno e o código da ética da instituição”.

 

******************************************************************************************************************************************************

 

Custo Brasil

Reclama-se muito, necessário e com razão das críticas, da posição dúbia do Presidente Bolsonaro sobre o Judiciário e a democracia. Mas a turma da toga também não se ajuda. Dia desses um cidadão de Brasília visitou a sede de um tribunal superior e ficou pasmo com o cenário. Do estacionamento até o gabinete do magistrado, encontrou oito assessores. Um recepcionista de garagem, um guia de elevador, um vigia de guarda-volumes, motorista, dois seguranças e duas secretarias. Todos para o mesmo ministro. O Judiciário acaba de se auto-reajustar os salários em 18%!

 

Eleições nas mídias

A sétima edição do índice de relevância dos presidenciáveis nas mídias digitais, da Cortex, monitorou os quatro principais presidenciáveis: Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB). Bolsonaro é o candidato com melhor desempenho quantitativo, porém na análise qualitativa Bolsonaro perde, tendo mais menções na bolha progressista que é contrária ao seu discurso. Lula fica em segundo lugar nas menções na bolha progressista que é a favor das suas declarações.

 

Disputa pelo TRF6

A disputa continua acirrada nos bastidores do Judiciário para a composição do novo Tribunal Regional Federal da 6ª Região que será inaugurado em Belo Horizonte (MG). Saiu a lista ôctupla dos nomes pré-selecionados indicados pelo STJ: Glaucio Ferreira Gonçalves, Klaus Kuschel, André Prado, Simone Lemos, Vanila Moraes, Luciana Pinheiro, Pedro Felipe Santos e Miguel Angelo. Destes juízes federais, seis serão escolhidos pelo Presidente Bolsonaro.

 

Comércio respira

O Dia dos Pais está na lista de datas sazonais que mais movimentam o comércio brasileiro. Um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil revelou que 63% dos consumidores vão comprar presentes para os pais. O comércio online espera um faturamento de R$ 6,4 bilhões, o que representa um crescimento de 2,9% em relação a 2021, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

 

Carta da CNBB

A carta em defesa da democracia, organizada por juristas e lida ontem em evento organizado pela Faculdade de Direito da USP, não contou com a assinatura da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em breve a CNBB vai lançar sua própria carta em favor da democracia, sem viés político. Nos últimos anos, os bispos e padres se mostraram mais para a centro-direita.

 

Dependência

Um levantamento da insurtech Amar Assist aponta que 72,7% dos brasileiros conhecem pessoas que ficaram sem nenhum recurso financeiro, inclusive para comprar comida, após a morte do chefe de família. Além disso, 60% das pessoas disseram não possuir nenhuma cobertura assistencial antes de ativar o Seguro de Vida Gratuito da plataforma digital.

Ricos e pobres

Faltavam eles: Jair Bolsonaro (PL) e o vice Braga Netto. Ontem ambos divulgaram no site do TSE seus patrimônios declarados. O presidente da República listou 13 bens, entre eles quatro casas e um apartamento, no valor total de R$ 2.317.554,73 – diferença de pouco mais de R$ 30 mil do oficializado em 2018. Já o vice na chapa, General Braga Netto, declarou oito bens, cuja lista cita, entre outros itens, dois apartamentos e R$ 43.694,13 em conta corrente no exterior. No total, R$ 1.631.986,81. O candidato mais rico é Felipe D’avila (NOVO), com R$ 24.619.627,66 declarados. Em segundo lugar está o ex-presidente Lula (PT), com R$ 7.423.725,78; seguido de Ciro Gomes (PDT) – com R$ 3.039.761,97 – e Simone Tebet (MDB), que possui R$ 2.323.735,38. Sofia Manzano (PCB) declarou R$ 498.000; Vera Lucia (PSTU) tem R$ 8.805,00; e Leonardo Péricles (UP), o mais humilde, módicos R$ 197,31 numa conta.

 

BC Rio é Langoni

Chefão do Governo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, batizou de Carlos Langoni o edifício sede do Banco Central no Rio de Janeiro. Langoni merecia mais, como ex-presidente do BC, vítima de Covid-19 em 2021. O Governo e Guedes dão tanta atenção para o banco no Rio que deixaram a Aeronáutica e a ANAC extinguirem o heliponto da cobertura este mês – usado também por outros órgãos e autoridades federais na capital.

 

Brasil do Século 21

Desde que o Brasil se fez País, gaúchos e catarinenses trocam provocações. Mas o embate histórico conota ter chegado à academia. O Curso de pós-graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Maria (RS) presenciou ontem a apresentação online da tese do aluno Diego Miranda Nunes. Ele apresentou à banca de sete professores o tema “Ciberespaço e Espacialidade dos Corpos Gordos de Homens Gays no contexto de Florianópolis – SC”. Isso mesmo que você leu. Até o fechamento da Coluna não tivemos informações do conteúdo e se foi aprovado. Procuramos também o aluno para elucidar esse título, sem sucesso.

 

Baixou a bola

Ex-jogador de futebol e campeão mundial, Romário Faria (PL) – que disputa pela segunda vez o Senado do Rio de Janeiro – empobreceu desde que foi eleito senador em 2014, quando mencionou ao TSE bens no total de R$ 1.311.189,82. Quatro anos depois, um salto: candidato ao Governo do Rio, o “Baixinho” listou 13 bens ao valor de R$ 5.583.493,30. Mas ontem apareceu no portal do TSE com patrimônio de R$ 684.228,11.

 

Sistema $

Foi um corre-corre no SESC-DF ontem com a notícia revelada aqui de que o custo para a entidade do plano de saúde dos funcionários saltou de R$ 17 milhões para R$ 28 milhões. O caso pode chegar aos órgãos fiscalizadores, como Ministério Público Federal e o Tribunal de Contas da União, que têm poder, por lei, de fiscalizar a verba do chamado Sistema S. O TCU e o MP já investigam investimentos do SENAC-DF.

 

Geração Z investe

A Geração Z é a que mais recorre à internet para entender melhor sobre investimentos, criptomoedas e ações, segundo dados do Raio X do Investidor Brasileiro, pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais. Quando questionados sobre o principal meio utilizado para fazer um aporte, o aplicativo do banco foi a resposta de 54% dos investidores da turma dos 16 a 25 anos. Outros 15% preferem ir ao banco pessoalmente, e 11% o fazem por apps de corretoras.

 

****************************************************************************************************************************************************

 

Desafio do patrimônio

Três candidatos à Presidência da República tiveram um incremento considerável de patrimônio desde a última eleição que disputaram um cargo: Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB). Os presidenciáveis já começaram a declarar os valores dos seus patrimônios para o Tribunal Superior Eleitoral, como de praxe no início de campanha. Nas eleições de 2006, Lula listou 16 bens com valor de R$ 839.033,52. Esta semana, listou 23 bens que, somados, chegam a R$ 7.423.725,78. Em 2018 na disputa presidencial Ciro listou 14 bens num total de R$1.695.203,15; agora são 17 bens que chegam a R$3.039.761,97. E Tebet, que disputou o Senado em 2014, enumerou 16 bens ao valor de R$ 1.575.566,39; este ano caiu para 14 bens, porém com valor maior, de R$ 2.323.735,38. Dentre os concorrentes, até o momento, o mais rico é Felipe D’avila (NOVO), com R$ 24.619.627,66 declarados.

 

Resumo da semana

Deltan Dallagnol e Rodrigo Janot, que trabalharam para enquadrar larápios de verbas públicas, foram condenados a devolver mais de R$ 1 milhão em diárias pelo TCU – um tribunal administrativo cheio de políticos apadrinhados por gente do Congresso investigada na Lava Jato. E o paquistanês Wasim Malik, que saiu de casa para beber e dirigir, conforme provas, matou um motociclista em alta velocidade atravessando um sinal vermelho, e deixou outro gravemente ferido. Ele foi solto, sob fiança de R$ 70 mil, pelo juiz Valter André Bueno Araújo sob presença do promotor Rogério Shimura. E será indiciado por homicídio culposo – quando não há intenção…

 

O novo eleitor

O número de eleitores com mais de 70 anos, do grupo do voto facultativo, passou de 12 milhões para 14 milhões de pessoas em 2022, revelam dados da Baselab com números do TSE – aumento de 24% em relação à eleição de 2018. Como noticiado pela Coluna, essa evolução também aconteceu com os eleitores entre 16 e 17 anos que, no mesmo período, foram de 1,4 milhão para mais de 2 milhões.

 

De novo, Sistema $

Funcionários do SESC-DF foram surpreendidos com a troca de plano de saúde três dias antes do novo contrato entrar a vigorar, semana passada. Pior que isso, o novo plano é no modelo de coparticipação – pelo qual o beneficiário paga taxas extras de consultas e exames além da mensalidade, ao contrário do anterior. E o valor pago pela entidade subiu, muito. A projeção orçamentaria pulou de R$ 17,3 milhões para R$ 28,5 milhões. O SESC-DF informa que fechou contrato com Smile depois de duas licitações frustradas. “O contrato com a antiga empresa, a Medhealth, foi feito de forma emergencial pela gestão compartilhada e é objeto de auditoria”. E garante que o valor não subiu para o funcionário, e sim houve “reajuste de 15,5%, autorizado pela ANS”

 

Caminhos do 5G

Veja como o fim das restrições da pandemia do Covid-19 ajudaram o 5G a avançar no Brasil: 90 toneladas de conversores de sinal 3G/5G foram transportados da China para o Brasil num cargueiro Boeing 777, fretado pela Asia Shipping. A carga saiu da província de Shenzhen para Hong Kong, via caminhão, de onde decolou para São Paulo.

 

Raios-x imobiliários

O mercado imobiliário do DF, um tipo de raios-x do setor no Brasil, registrou desempenho positivo no mês de junho, encerrando o 1º semestre com bons índices de venda de imóveis residenciais. Dados da pesquisa Índice de Velocidade de Vendas, da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário mostram que em junho, foi registrado IVV de 7,2% e a comercialização de 343 imóveis novos.

 

***************************************************************************************************************************************************

 

Mídia natimorta

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tentou criar uma rede nacional de noticiário simpática ao seu Governo. O projeto envolveria uma redação em Brasília e jornalistas pagos com baixos salários. A ideia foi levada a ele por um pequeno grupo de donos de jornais e emissoras das regiões Sul e Centro-Oeste, há dois anos. Houve tratativas, sem sucesso, quando viram que o Palácio do Planalto não colocaria um centavo de publicidade no projeto.

 

Eu? Tô fora

Não chamem para um café o ex-candidato a presidente do PROS Pablo Marçal e o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o filho Zero Um do presidente Bolsonaro. O parlamentar está brabo com Marçal que tem espalhado na praça que era próximo do clã presidencial, e que tinham trato de campanha. A família nega. Como notório, o PROS, sob comando de Eurípedes Junior (que recém-assumiu o partido) fechou com Lula.

 

Sósia de Janja

Seria só uma coincidência se não fosse eleição, em que provocação é do jogo político. O MDB inseriu uma sósia da Janja, a esposa de Lula da Silva, no vídeo de lançamento da presidenciável Simone Tebet. A mulher aparece três vezes em pouco mais de 1 minuto.

 

Pracinha cara

Depois da onda de portais na entrada das cidades e chafarizes nas praças do centro, nos anos 80, agora os prefeitos da nova geração pensam grande – e o povo paga a conta, claro. A nova mania é solicitar emenda parlamentar para inaugurar “roda gigante” e teleférico como pontos turísticos.

 

Fé na multimídia

O Santuário de Aparecida (SP) passou sufoco que até hoje rende investimento forte em Tecnologia da Informação. Em 2016, hackers roubaram milhões de dados de cadastro de fiéis. Hoje, a Igreja foca na interação multimídia da TV e Rádio Aparecida. E na cidade está pacificada. É que os bispos mais tradicionais, que torciam o nariz para o movimento, entraram em acordo com os da Renovação Carismática, da vizinha Cachoeira Paulista (SP).

 

Radiografia do povo

Uma pesquisa da World Vision International mostra que 82% de migrantes e refugiados de cinco países, incluindo a Venezuela, não conseguem satisfazer necessidades básicas como alimentação própria e dos filhos. Em cenário semelhante, o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia, da Rede Penssan, revela que 33 milhões de brasileiros passam fome.

 

******************************************************************************************************************************************************

 

Cavendish em apuros

Dono da empreiteira Delta, Fernando Cavendish, que fez delação premiada para sair da cadeia, entrou em apuros novamente com o Ministério Público e a Justiça do Rio de Janeiro – e isso pode lhe custar a liberdade. O MP investiga suposta fraude no acordo envolvendo transação de créditos de R$ 375 milhões que Cavendish deu como garantia para se safar da cela. Antes da delação, ele vendeu créditos a receber em obras para a empresa Allianza Infraestrutura do Brasil S/A, de um grupo espanhol. Para não ser preso, Cavendish teria pedido aos parceiros empréstimo antecipado neste valor. Agora, a Allianza recorreu à Justiça para receber o dinheiro e esbarra no acordo de delação. O caso está na 7ª Vara Criminal da Seção Judiciária e se chegar ao juiz Marcelo Bretas, Cavendish pode ter a delação anulada. Procurado, o empresário não deu retorno.

 

Você paga

Uma surpresa: a União ainda custeia o Gabinete de Intervenção Federal na Segurança do Estado do Rio de Janeiro (que funcionou de fevereiro a dezembro de 2018). Tem sete pessoas em cargos comissionados, com salários de R$ 2 mil a R$ 9 mil. O interventor foi o general Braga Netto – hoje vice de Bolsonaro na chapa à reeleição. O Decreto Nº 11.157, de 29 de julho, cita que o Gabinete será extinto no fim do ano. Para o quê funcionou desde 2019, ninguém explica. Braga Netto foi exonerado em março de 2019.

 

Até o pãozinho

O brasileiro está sentindo muito no bolso a inflação alta. Restaurantes, bares, lanchonetes e padarias de Brasília registraram queda de 34,9% no faturamento em maio, em comparação com o mesmo mês de 2021, aponta estudo da Fipe. Os dados evidenciam que o ‘dragão’ também pegou a turma da capital com um dos maiores PIB do País. No mesmo período comparativo, compras em supermercados recuaram 27,1%.

 

Cassino em Noronha

A ação do Governo Federal no STF que visa retirar de Pernambuco o controle da ilha de Fernando de Noronha está no bojo de projeto bem maior que o da defesa do meio ambiente do paraíso. É fato que o turismo diário e a especulação imobiliária cresceram de forma alarmante, e o Governo estadual deve explicações. Lobistas de magnatas dos jogos sonham com resort e cassino na ilha. Projeto tem aval do clã em Brasília.

 

CIA de olho

É utopia pensar que o Governo dos Estados Unidos fica alheio às campanhas eleitorais do Brasil. Em 2002, dupla de ‘jornalistas’ americanos seguiu a agenda de Lula da Silva (PT) nas principais capitais. Entrou até numa canoa em travessia junto a barco entre Rio e Niterói. O cenário vai se repetir este ano, mesmo que discreto.

 

Nos trilho$

Uma deliberação do Tribunal de Contas da União de julho recomendou à ANTT que regulamente com mais rigor o setor ferroviário. É recado para renovação da Ferrovia Centro-Atlântica, tocada às pressas pelo Ministério da Infraestrutura, com meta de viabilizar o projeto ainda neste ano. A postura tem resistência dos Estados do Espírito Santo, Bahia e Rio de Janeiro.

 

************************************************************************************************************************************************

 

Corrupção matou Itaboraí

A malsucedida investida dos Governos do PT no Comperj, complexo petroquímico em Itaboraí (RJ) é reflexo de como a corrupção enraizada nas esferas federal e estadual mataram economicamente a região. Enquanto autoridades do MPF e da Operação Lava Jato apontam limpeza na Petrobras e mais de R$ 40 bilhões perdidos, a cidade pena para se manter. Com esqueletos de construções, centenas de comércios fechados e edifícios vazios sem aluguéis, a Junta Comercial e a Secretaria Municipal de Fazenda de Itaboraí revelam o cenário desastroso. Desde 2015 (um ano após deflagar a operação) foram encerradas as atividades 253 restaurantes e 12 hotéis. O maior número em 2019, quando os investidores tiveram certeza de que não haveria volta.

 

MJ x Violência

O Ministério da Justiça vai investir R$ 40 milhões num programa de Segurança Pública, com técnicos in loco para auxiliar nas gestões. Vinte cidades vão implantar Observatórios Municipais com modelos de planos para reduzir crimes. O Cidade Susp visa atuação preventiva onde há altos índices de criminalidade. A primeira etapa acontece com foco as regiões Nordeste. De acordo com diagnóstico do MJ, 120 cidades registram 50% dos homicídios no Brasil.

 

Santo Milton

O Conselho Presbiteriano de Santos blindou o seu fiel mais famoso, mesmo sob o giroflex ligado. Citando até Herodes e passagens bíblicas, a turma de Milton Ribeiro no comando da sua igreja avisou em nota, enviada aos seus, que o pastor ex-ministro continua com a aura intocável de honestidade. Contrariando a PF sobre o tráfico de influências..

 

Assalto no índice

A turma do IBGE para o Censo 2022 só começa a bater nas portas dia 1º de agosto, mas a violência já indica seus índices extra-oficiais. Dois profissionais que fazem o pré-Censo em Teresina sofreram com bandidos. Na mira de armas pesadas, foram assaltados por dupla no bairro de Morros, periferia da capital. Levaram os celulares e os tablets – ferramentas cruciais para os questionários. O IBGE não faz ideia de como proteger os técnicos em áreas de traficantes e milicianos.

 

Moro x Alvaro

Um episódio muito pessoal marcou o rompimento entre Sergio Moro e o seu padrinho na política, o senador Alvaro Dias (Pode-PR) – o caso é apontado também como motivação da saída deselegante do ex-juiz do partido que o acolheu. O clima ficou pior agora com a tentativa de Moro em se lançar ao Senado, concorrendo com Dias. Mas o ex-juiz ainda enfrenta no TRE do Paraná a luta para transferir a filiação do União Brasil de São Paulo para Curitiba, cuja decisão pode ficar para o plenário do TSE.

 

Era Zen no STF

O Supremo Tribunal Federal comemora a Era vindoura de Rosa Weber à frente da Corte. Garantia de que mesmo diante dos ataques do presidente Bolsonaro, a ministra que só se pronuncia nos autos saberá dar o tom do respeito ao Tribunal.