Cidades

Governo e Exército firmam cooperação para implantação de escola militar em Oiapoque

Escola Estadual Duque de Caxias, localizada em Clevelândia do Norte, funcionará em gestão compartilhada militar com o Exército a partir de segunda-feira, 8.

Compartilhe:

O Governo do Amapá e o Exército Brasileiro firmaram nesta quinta-feira, 5, acordo de cooperação para a implantação do modelo de gestão compartilhada e ensino militar na Escola Estadual Duque de Caxias, localizada em Clevelândia do Norte, zona rural de Oiapoque. A unidade escolar já vai funcionar em gestão compartilhada entre a Secretaria de Estado da Educação (Seed) e a 22ª Brigada de Infantaria e Selva a partir da próxima segunda-feira, 8.

O documento foi assinado pelo comandante militar do Norte, general de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, e pelo governador do Amapá, Waldez Góes, no salão nobre da 22ª Brigada de Infantaria e Selva – Foz do Amazonas. O acordo visa cooperação técnica, monitoramento e avaliação, engajamento pelo diálogo, governança participativa e o fortalecimento da aprendizagem dos estudantes.

De acordo com o governador Waldez Góes, essa é mais uma parceria de sucesso e que vai fortalecer o ensino e a aprendizagem no município de Oiapoque. “Estamos colhendo resultados positivos com as nossas três escolas de gestão compartilhada militar e, agora, com o Exército, não será diferente. Estamos somando com as instituições militares por mais educação, aprendizagem, respeito e civismo”, comentou o chefe do Executivo.

A Escola Estadual Duque de Caxias atende estudantes do 6º ano ao 9º ano do ensino fundamental e, por ser localizada em uma área militar, é bastante frequentada também por filhos de militares. O general Paulo Sérgio Nogueira lembrou os diversos colégios militares espalhados pelo país e pontuou que “o Exército Brasileiro sempre será parceiro quando a educação for a prioridade”.

Gestão compartilhada

O modelo de gestão compartilhada com o Exército Brasileiro será composto por: gestão estratégica, gestão cívico militar e gestão pedagógica. Na parte estratégica, a Secretaria de Educação, em articulação com o Exército, ficará responsável pelo planejamento e definição de estratégias para a prática pedagógica da Escola Duque de Caxias.

Na gestão cívico-militar, caberá ao Exército implantar na escola rotinas militares que possam contribuir para o desenvolvimento de um ambiente que cultive a disciplina, o respeito à hierarquia, a meritocracia e a promoção de um ambiente organizado e acolhedor, voltado à melhoria da aprendizagem dos estudantes. A escola será dirigida pelo militar da reserva, sargento Antônio Carlos Santana Menezes.

Na gestão pedagógica e administrativa, a Seed será responsável pela execução do projeto político pedagógico definido pela comunidade escolar.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *