Cidades

Greve nacional em Macapá será marcada por momentos diferentes

Haverá manifestações na frente da Unifap e dois movimentos na Praça da Bandeira.

Compartilhe:

Douglas Lima
Da Redação

O dia de greve nacional, chamado ‘14J’, articulado pelas centrais sindicais do país, em Macapá terá três momentos nesta sexta-feira, 14, conforme informou, no início da noite de hoje, 13, no programa de jornalismo no rádio ‘Café com Notícia’ (Diário FM 90,9), Vívian Bandeira, diretora nacional da Cebrapaz (Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz).

O primeiro momento acontecerá às 8h no portão da Universidade Federal do Amapá (Unifap), onde alunos e professores da instituição se manifestarão, através de discursos e distribuição de cartazes e panfletos, sobre a precariedade estrutural daquele centro de saber superior.


Também pela manhã, o outro momento do dia de greve será na Praça da Bandeira com grevistas se revezando em discursos a respeito dos motivos que levaram à paralisação nacional.  Vívian Bandeira informou que de início o movimento foi motivado pela Reforma da Previdência proposta pelo governo federal, mas depois foi desdobrado pelos cortes na educação e retirada dos direitos dos trabalhadores.

O grande momento da greve em Macapá, informou Vívian, será às 15h na Praça da Bandeira com grande concentração para caminhada que sairá daquele logradouro em direção à Praça Veiga Cabral, onde haverá discursos e a posterior dispersão.

Fotos: Joeson Palheta

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Um comentário em “Greve nacional em Macapá será marcada por momentos diferentes”

  • Cezar Lobato disse:

    Os sindicatos representam somente um movimento político de esquerda, que já estão trabalhando para as eleições municipais em detrimento das categorias de trabalhadores que correm riscos de nós próximos anos não consegui manter seus empregos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *