Cidades

Mês da prematuridade: HMML chama a atenção para importância da triagem neonatal

Maternidade dispõe dos testes do pezinho, orelhinha e olhinho. De janeiro a novembro deste ano, 18.500 procedimentos já foram realizados.

Compartilhe:
Foto: Karla Santos/ SESA

No mês de conscientização sobre a prematuridade, o Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML) reforça a importância da triagem neonatal para os recém-nascidos prematuros e não prematuros. Os testes do pezinho, orelhinha e olhinho, disponíveis na maternidade, servem para a prevenção e diagnóstico precoce de doenças que podem comprometer o desenvolvimento da criança.

De acordo com dados do ambulatório do HMML, de janeiro a novembro deste ano, 18.500 testes que compõem a triagem neonatal foram aplicados pela unidades. Os procedimentos são um conjunto de ações preventivas que identificam doenças congênitas de origem sintomática ou assintomática.

Dos exames realizados, 6.500 foram testes do pezinho, que deve ser feito entre as primeiras 48 horas e o 5º dia de vida, e serve para identificar até 6 tipos de doenças.

Outros 6 mil foram testes da orelhinha, que verifica alterações na audição do bebê e deve ser aplicado após as primeiras 24h de vida até a alta hospitalar.

Foram aplicados, ainda, 6 mil testes do olhinho, que deve ser realizado até a alta hospitalar e verifica a saúde ocular do bebê para identificar doenças como catarata congênita e glaucoma.

O chefe do ambulatório do HMML, Diego Gama, reforça a importância da triagem para o crescimento saudável da criança.

“Através da testagem, podemos não somente identificar as patologias, mas também começar um tratamento precoce para evitar comprometimentos na saúde do bebê. Dessa forma, se forem identificadas maiores alterações, as possibilidades de cura ou remediação de qualidade serão maiores”, completou.

A jovem Alessandra Santos, de 21 anos, procurou o serviço ambulatorial da maternidade para realizar o teste do pezinho no filho Erick Nunes, de 5 dias de vida. Para ela, a saúde do filho é prioridade.

“Já passei por todos os serviços que verificam a saúde do bebê. Meu filho é minha prioridade, por isso eu busquei todos os testes possíveis. Faltava o teste do pezinho, mas felizmente consegui realizar aqui na maternidade”, comemorou a mãe.

O Hospital da Mulher estende o serviço para além dos nascidos na unidade, atendendo crianças inclusive da rede lprivada. Os responsáveis pelo bebê devem comparecer ao HMML com declaração de nascido vivo e cartão da criança.

Para todos os testes da triagem neonatal, o público interno da maternidade pode procurar o serviço de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h da manhã.

 

Público externo:

Para teste do pezinho, das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Para teste do olhinho, a partir das 7h30, nos dias de terça e quinta-feira, com distribuição de 20 senhas.

Para teste da orelhinha, das 7h30 às 18h, de segunda a quinta-feira.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *