Entrevista

Vans do município passam a ser usadas como pontos de retirada de medicamentos em Macapá

As unidades móveis funcionam a partir das 8h e seguem até 00h, de segunda à sábado; domingo tem distribuição de medicamentos normalmente nas farmácias dentro das UBSs referências.

Compartilhe:

Railana Pantoja
Da Redação

 

A Prefeitura de Macapá disponibiliza desde esta terça-feira (26) duas vans que servem como pontos de retirada de medicamentos usados contra a Covid-19. O objetivo é evitar o fluxo intenso de pessoas dentro das Unidades de Saúde. Uma van fica em frente à UBS Álvaro Corrêa, na zona norte; e a outra na UBS Lélio Silva, na zona sul da capital.

De acordo com a coordenadora de enfrentamento à Covid-19 em Macapá, Silvana Vedovelli, as vans são do município e os medicamentos ofertados são os mesmos sugeridos como tratamento pelo protocolo terapêutico do Amapá.

 

“Ivermectina, azitromicina, xaropes, polivitamínicos e antitérmicos estão à disposição para que o usuário seja atendido na Unidade Básica de Saúde e já saia com sua medicação. Nos dois pontos a ideia é  melhorar o fluxo e diminuir o quantitativo de pessoas dentro das Unidades, principalmente de pessoas que já foram atendidas e chegam só para buscar o medicamento”, explicou Silvana Vedovelli.

Para adquirir os remédios, o esquema é o mesmo que estava sendo utilizado nas farmácias dentro das Unidades Básicas de Saúde da capital: somente com receita.

 

“A pessoa precisa apresentar a receita original, ou pode ser uma cópia, e um documento oficial com foto. Aí ela entrega a receita, o medicamento é dispensado e ela vai pra casa. Outra coisa que devemos ressaltar é quanto ao uso da cloroquina, que os médicos também já estão prescrevendo. Quando o usuário chegar em uma das vans para receber a cloroquina, ele precisa ter termo de consentimento. Se um médico de fora atender, ele [paciente] precisa ter esse termo ou então terá que passar num médico da Unidade para receber o termo”, ressaltou.

Pacientes que estão sem condições de locomoção podem mandar outra pessoa para retirar a medicação nas vans, mas este responsável precisa apresentar a carteira de identidade do dono da receita para comprovar que o paciente necessita dos medicamentos.

 

“Em relação à UBS Marabaixo, ela funciona até 00h só. Estamos na batalha, fizemos dois chamamentos pra tentar conseguir médicos e fechar escala para que possamos transformá-la também em unidade 24h. Enquanto isso,  nós estamos tentando uma outra van pra deixar na Unidade”, finalizou Vedovelli.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *