Política

Bolsonaro promete abrir a Renca para garantir o desenvolvimento regional

Presidente da República afirma que a exploração da Renca, localizada em terras do Amapá e Roraima, não encontrará obstáculo em nenhum dos ministérios, em especial do Meio Ambiente.

Compartilhe:

Ao discursar nesta sexta-feira (12) na solenidade de inauguração do novo Aeroporto Internacional de Macapá, Alberto Alcolumbre, o presidente Jair Bolsonaro prometeu abrir a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) à exploração, como forma, segundo ele, de garantir o desenvolvimento regional.

A abertura da Renca foi motivo de muitos embates do então governo Michel Temer com ambientalistas, inclusive de setores do próprio governo, em especial do Ministério do Meio Ambiente e órgãos do setor, fazendo com que o Palácio editasse novo decreto voltando atrás. Mas Jair Bolsonaro deixou claro que seu governo pretende fazer com que as riquezas da região “sejam a solução para o mundo e não problemas para nós”.


– Sempre me refiro às riquezas do pequeno estado de Roraima, mas o médio estado do Amapá também é rico; vamos conversar sobre a Renca; a Renca é nossa. Vamos usar as riquezas que Deus nos deu par o bem estar da nossa população. Vocês não terão problema com o ministro do Meio Ambiente, das Minas e Energia e nem outro qualquer, porque nossa Ministério pela primeira vez na República todos se entendem, todos falam a mesma língua. Meu nome tem Messias (Jair Messias Bolsonaro), Conhecimento; sou Cristão, e quando o Alcolumbre começou a correr atrás de possível candidatura ao Senado, eu brinquei com ele e disse que tem um Messias no Palácio do Planalto, então por que um Davi no Senado; e ele tem sido parceiro, companheiro, e para o Brasil ele demonstra capacidade muito grande para aglutinar, somar, buscar solução para os nossos problemas – disse o Presidente, acrescentando:

– Na política nasce agora com o exemplo da bancada (do Amapá) que conseguiu esta grande obra, com recursos em grande parte de emendas parlamentares, mas também com o trabalho, dedicação e amor do povo do Amapá, que conseguiu construir esta obra maravilhosa, um aeroporto que é de Primeiro Mundo, abrindo as portas para o turismo, comércio e integração; isso veio da união de todos; minha missão é de Deus e chegaremos ao bom termo na busca de um Brasil melhor para todos; queremos estar no lugar de destaque que merecemos; esse objetivo agora será alcançado por meio da união do nosso povo, que tem que dizer para onde os políticos têm que ir, e não o contrário – afirmou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *