Política

Fátima e Janete têm 4 milhões para campanha

De acordo com a legislação, cada candidato ao Senado pode gastar até 2,5 milhões.

Compartilhe:
Sílvio Sousa
Editoria de Política

As candidatas ao senado Janete Capiberibe (PSB) e Fátima Pelaes (MDB) são recordistas em recebimento de recursos do fundo partidário. Até esta terça-feira, 4, cada candidata já havia recebido R$ 2 milhões, oriundos do financiamento público de campanha. O dinheiro é exclusivo para as despesas do pleito.

O segundo maior arrecadador é o candidato à reeleição Randolfe Rodrigues (REDE), que recebeu R$ 767.000,00 em doação, sendo R$ 725.000,00 depositados pelo diretório nacional da REDE. Gilvam Borges (MDB) recebeu R$ 800.000.00  e Bala Rocha (PSDB) recebeu R$ 500.000,00, de seus respectivos partidos.

Jorge Amanajás (PPS) recedeu doação de R$ 100.000,00 de um dos suplentes que compõe a chapa com ele. Os outros candidatos não declararam recebimento de recursos à Justiça Eleitoral.

De acordo com a legislação, cada candidato ao Senado pode gastar até 2,5 milhões.

Governo
Entre os candidatos ao governo, apenas Davi Alcolumbre (DEM) e Waldez Góes (PDT) receberam recursos do fundo partidário. O primeiro recebeu R$ 1 milhão do Democratas e o segundo R$ 810 mil do PDT. Os outros candidatos não declararam nada por enquanto.

Deputado Federal
O deputado André Abdon (PP) lidera arrecadação entre os deputados federais que concorrem à reeleição com R$ 1.634.541,00. O segundo é o deputado Cabuçú (MDB) com 1,5 milhão, seguido por Vinicius Gurgel (PR) com 1.115.000,00, Roberto Góes (PDT), R$500.000,00, Jozy Araujo (PODEMOS), R$ 500.000,00, e Macivânia com R$ 400.000,00. Marcos Reátegui não declarou nada até o momento.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *