Política

Paulo Albuquerque defende extensão do auxílio de R$ 600 para outras categorias

Senador amapaense votou pela aprovação do Projeto de Lei nº 1066/2020, que garante [por 3 meses] o auxílio mínimo de R$ 600 para trabalhadores informais e desempregados

Compartilhe:
Senador amapaense vai defender ampliação do auxílio para outras categorias

Elden Carlos
Editor

O senador Paulo Albuquerque (PSD-AP), ao votar pela aprovação do Projeto de Lei nº 1066/2020, aprovado pelo Plenário do Senado nesta segunda-feira (30) durante sessão remota, o qual garante [por 3 meses] o auxílio mínimo de R$ 600 para trabalhadores informais e desempregados durante a pandemia do coronavírus, afirmou que vai apresentar emenda ao projeto para que o benefício seja estendido para categorias como: taxistas, mototaxistas, motofretistas, catraieiros, pescadores artesanais e caminhoneiros.

Ele justifica que o isolamento social desses trabalhadores também impacta diretamente suas finanças. “Votei pela aprovação do auxílio emergencial para informais e desempregados, mas, agora, iremos apresentar uma emenda requerendo que outras categorias também sejam assistidas. No momento em que a última pesquisa do IBGE mostra que 17,4% da força de trabalho do Amapá está desempregada, na média dos quatro trimestres de 2019, e que 37,3% atua por conta própria, este auxílio emergencial é muito mais do que bem vindo para todo o povo amapaense”, referenda o senador.

Paulo Albuquerque lembrou que o as mulheres chefes de família serão contempladas com um valor dobrado [R$ 1,2 mil], o que ajuda ainda mais o núcleo familiar.

Em todo país, estima-se que serão beneficiados diretamente 30 milhões de pessoas  e indiretamente pode atender 117 milhões de brasileiros.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *