Política

PT não está preparado para disputar eleição majoritária em Macapá, afirma Joel Banha

“Nossa prioridade nesse momento é fazer vereadores e vereadoras nos municípios para fortalecer as bases. É preciso recomeçar de baixo”, disse Joel Banha

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor

 

No último domingo (08) petistas foram às urnas em 15 dos 16 municípios do Amapá para a escolha dos presidentes e diretórios municipais. Apenas no município de Itaubal do Piririm não houve eleição. Uma comissão provisória foi formada para regularizar a situação e promover uma eleição suplementar.

Além disso, também foram escolhidos 180 delegados estaduais. No final do mês de agosto, esses delegados irão se reunir para escolha do presidente e diretório estadual. A votação será aberta.

Na manhã desta terça-feira (10) o dirigente e ex-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), no Amapá, Joel Banha, que já ocupou cadeira de deputado estadual, afirmou que a legenda tenta se reorganizar, mas adiantou que o partido não está preparado para disputar uma eleição majoritária na capital, Macapá.

“Tivemos essa eleição no domingo para iniciar a reconstrução do PT no Amapá. Foi uma eleição apertada, tanto que só conhecemos o resultado nas duas últimas urnas apuradas.

Vencida essa etapa é hora de dialogar com todas as correntes e grupos do partido. O PT se enfraqueceu pelas brigas internas e isso acabou nos levando à perda dos mandatos que detínhamos. É preciso fazer essa leitura e unificar as correntes para nos reerguermos. Hoje, não temos condições de disputar a eleição majoritária na capital. Não estamos preparados para isso”, reconheceu.

Eleito no domingo como novo presidente do diretório municipal de Macapá, Van Vilhena, lembrou que a legenda já teve 4 vereadores compondo a Câmara de Macapá, uma vice-governadora, dois deputados estaduais, dois federais e uma grande bancada nos municípios.

“Eu costumo dizer que o PT é o único partido que faz uma liderança e ao mesmo tempo destrói essa liderança por suas brigas internas. Precisamos acabar com isso. Estamos abrindo um grande diálogo com nossas correntes, mas também com outros partidos para iniciarmos esse processo de reconstrução”, declarou o novo presidente.

Joel Banha, por outro lado, disse que a legenda vai discutir, também, onde será viável lançar candidatura majoritária nos demais municípios. “Nossa prioridade nesse momento é fazer vereadores e vereadoras nos municípios para fortalecer as bases. É preciso recomeçar de baixo”, concluiu.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *