Coluna Esplanada

Outro capítulo

 

A concorrência dentro da Eldorado Brasil Celulose ganhou novos contornos. Além de tentar barrar a construção de nova linha de produção da Eldorado, a sino-indonésia Paper Excellence quer usar o lucro da empresa de celulose – por meio de seus dividendos – para construir fábrica concorrente em Montes Claros. A Paper negocia com o Governo de Minas projeto de mesmo porte do plano de expansão da Eldorado: 2,5 milhões de toneladas anuais. Os indonésios já conseguiram benefícios fiscais do Estado e mapeamento de terras disponíveis. A Paper e a J&F Investimentos, sua sócia brasileira, disputam 100% da Eldorado na Justiça e, por ora, a estrangeira tem 49,4% das ações. A J&F havia proposto a expansão da Eldorado para Três Lagoas (MS), com geração de 10 mil empregos na região, mas a Paper tenta impedir que a empresa acumule caixa para o projeto e agora busca projeto similar em Minas.

 

O Amapá precisa!

Gente do Governo que toca o assunto dá como certa a exploração de petróleo na linha equatorial na foz do rio Amazonas, com impacto positivo (e coloquem bilhões de reais nisso) nas economias de Amapá e Pará. O  presidente Lula da Silva só espera passar a COP30 de Belém – onde provavelmente devem ficar boa parte das sedes das petroleiras.

 

Três Poderes

Uma reunião entre um alto oficial militar, um ministro do Judiciário e um senador, nas residência de um deles, selou o início de um diálogo mais aprofundado sobre os crimes do 8 de Janeiro de 2023. Nada, porém, que mudará as punições aos baderneiros. Mas a conversa, embora cordial, foi dura entre as partes.

 

“Apaguinho” aéreo

O DECEA nega sistema inoperante, apesar de pilotos de aviões comerciais alertarem isso durante aproximação dos aeroportos de Congonhas e Cumbica, em São Paulo, na segunda-feira passada (13). A FAB afirma que houve “instabilidades nas frequências do setor norte”.

 

Mixou?

Estão à venda no site Cidade dos Leilões, por R$ 25, dois “santinhos” impressos de propagandas eleitorais do então deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), do ano de 2001. Até dias atrás, sem lances.

 

Nova morada

Cerca de 300 funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, desabrigados, estão morando dentro da unidade e salvando pessoas em situação de emergência, além dos cuidados dos outros internados, conta o ex-deputado Jerônimo Goergen. Doações por PIX a eles na chave solidariedade@santacasa.org.br.

 

Palácio x Lira

 

O presidente da Câmara, Arthur Lira, passou o último fim de semana telefonando para deputados federais aliados e indecisos argumentando que é importante eleger em fevereiro Elmar Nascimento (União-BA) seu sucessor na Casa. Pelo menos três parlamentares consultados pela Coluna confirmaram. Mas há grande resistência a seu candidato, ainda, porque sabem que Lira tem poder hoje, não ano que vem – e o Governo Lula da Silva, que continua até 2026, terá a caneta na mão para liberar emendas parlamentares. Em suma, boa parte tem anunciado que espera uma “orientação” do Palácio para decidir em quem votar. Enquanto isso, os ministros de Lula correm para encontrar um nome para chamar de aliado de verdade. Podem ser Marcos Pereira (Rep-SP) ou Antonio Brito (PSD-BA).

 

Castro nos EUA

A nova rodada de negócios do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, em Nova York, rendeu avanços com investidores e multinacionais. Mas qualquer anúncio oficial de mais injeção de bilhões de reais – e eles virão, em breve – será feita com cautela. O secretariado núcleo-duro do governador no Palácio, aliás, já conseguiu atrair nova montadora e uma farmacêutica, gigantes mundiais. Serão anunciados no tempo certo.

 

Olhem para dentro

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná vai doar R$ 2 milhões de reais de seu Orçamento anual – que é aprovado pelo Governo e Assembleia Legislativa. Toda solidariedade milionária com dinheiro público é bem vinda, mas tem gente lembrando aos conselheiros que o Paraná tem 70 cidades com IDH abaixo da média mundial.

 

Tiro no pé?

Criada a partir do empenho do senador Renan Calheiros (MDB-AL), a CPI da Braskem, em seu relatório final, sugere mais investigações sobre possíveis responsabilidades do engenheiro Gustavo Lopes, diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente de Alagoas. Lopes, que depôs na CPI, é aliado do senador e foi nomeado para o cargo no IMA na gestão de Renan Filho no Governo de Alagoas, um amigo pessoal.

 

Parabéns, mas…

Presidente do Banco dos BRICS, Dilma Rousseff – que estava em missão oficial na Europa quando surgiu o caos climático gaúcho – demorou, mas apareceu bonita na mídia. Conseguiu liberar, do fundo do banco, R$ 6 bilhões para salvar a infraestrutura do Rio Grande do Sul. Ocorre que não é doação, é financiamento liberado se o Estado tiver condições de se endividar e honrar o caro compromisso futuro.

 

Crise na Ferbasa

 

A Companhia de Ferro Ligas da Bahia (Ferbasa) e a Fundação José Carvalho sofreram há dias uma busca e apreensão num processo que investiga fraudes contábeis, conforme revelamos. O caso ganhará mais capítulos. A Justiça da Bahia determinou que o Ministério Público Criminal apure possíveis irregularidades. Em despacho publicado na segunda (13), o juiz responsável pelo caso informa ao desembargador “aparente obstrução no cumprimento da decisão”. As buscas ocorreram após o filho do antigo proprietário da companhia solicitar documentos que subsidiaram a criação da Fundação José Carvalho. Em nota à Coluna, a Ferbasa alega que “não há processo de fraude contra a Companhia” e que trata-se de “acusação leviana”. Informa ainda que a empresa é “listada como Nível 1 de Governança Corporativa na B3 e adota altos padrões de transparência, integridade, equidade, prestação de contas, responsabilidade nos negócios e no relacionamento com todos os seus públicos de interesse”.

 

Outro abatido

Lula da Silva e Jair Bolsonaro são iguais no perfil de generais de guerra. Convocam aliados para o front e os abandonam no primeiro tiro que levam – mesmo que seja de fogo amigo, como o caso da Petrobras. O senador Jean Paul Prates (RN) é um futuro ex-petista, garantem aliados próximos. A conferir.

 

Brasil é um só

“É notável como, mesmo diante de divergências políticas ou ideológicas, a solidariedade nacional se sobrepõe em tempos de crise. Antigos debates sobre separatismo ficam em segundo plano quando o País se une para superar desafios coletivos”. Palavras do ex-deputado Jerônimo Goergen sobre a turma que propõe o separatismo – a criação do Estado Gaúcho distinto do Brasil.

 

Generoso, ele

Cidade rica é outra coisa. O prefeito Chico Brasileiro (PSD), de Foz do Iguaçu, mandou para a Câmara de Vereadores uma proposta que destina R$ 1 milhão à Eldorado do Sul (RS), cidade que foi totalmente inundada. Ele cancelou a festa popular Fartal 2024. Em Eunápolis (BA), a prefeita Cordélia cancelou o Pedrão Junino, festa famosa da cidade, mas foi por economia mesmo. Não conseguiu R$ 8 milhões em recursos privados.

 

Lei do Hidrogênio

Representantes da Fortescue, empresa global de energia verde e tecnologia, se reuniram com governadores do Nordeste, durante o World Hydrogen Summit & Exhibition na Holanda. O evento é considerado o maior encontro sobre hidrogênio verde e sua cadeia de valor. Na pauta, a agenda de promoção do desenvolvimento de uma legislação para o produto que inclua condições estruturantes para impulsionar investimentos no Brasil.

 

Passa o cartão!

Um cliente carioca do cartão de crédito do Banco Pan foi surpreendido com cobrança de R$ 359 numa corrida de Uber. Detalhe: ele nem sequer é cadastrado no aplicativo de transporte. E a administradora do cartão não aceitou a contestação da “despesa”. A Uber também andou cobrando R$ 24,99 pelo serviço Pass de gente que nem pediu.

 

Represado

 

Devastado, o Estado do Rio Grande do Sul tem nos cofres mais de R$ 80 milhões do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) represados desde 2019. Nenhum centavo foi usado após as inundações do ano passado e, só agora, os recursos serão usados para o enfrentamento da calamidade pública. As equipes técnicas do Rio Grande do Sul estão em contato com o Ministério da Justiça para agilizar a liberação do dinheiro. Em outra frente, até o momento, segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, cerca de 375 municípios gaúchos ainda não requisitaram recursos emergenciais disponíveis via Defesa Civil Nacional. Com o trâmite facilitado pelo Governo Federal, basta ao município formalizar o pedido por ofício à pasta. As cidades com até 50 mil pessoas recebem R$ 200 mil. Os municípios na faixa entre 50 mil a 100 mil têm direito a R$ 300 mil. Por fim, cidades com mais de cem mil moradores recebem R$ 500 mil.

 

Consciência

O senador Sergio Moro (União-PR) se mantém otimista em relação ao julgamento pelo TSE dos recursos que pedem a cassação de seu mandato. De “consciência tranquila”, como tem repetido, o parlamentar aposta na manutenção da decisão TRE-PR que decidiu não haver elementos para ser cassado. O TSE marcou para os dias 16 e 21 de maio o julgamento das ações.

 

Inoperante

O sistema operacional de rádio da torre do aeroporto de Congonhas ficou inoperante por cerca de 30 minutos nesta segunda-feira (13). Procurado pela Coluna, o concessionário do aeroporto diz que está esperando um posicionamento dos especialistas do Departamento de Controle do Espaço Aéreo para se posicionar.

 

Federação

Caciques do PSDB e do Solidariedade azeitaram a formação de uma Federação com os dois partidos e o Cidadania. O projeto foi selado em uma churrascaria de Brasília e tem o objetivo de avançar na constituição de uma nova federação que buscará agregar ainda novas forças do centro democrático brasileiro.

 

Porte de arma

Chegou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado o projeto de lei (PL 2.326/2022) que concede porte de arma aos funcionários da Funai que exerçam atividades de fiscalização. A proposta surgiu após o assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, em 2022. Texto já passou pela Comissão de Meio Ambiente (CMA).

 

MDB solidário

O MDB vai repassar R$ 55 milhões em emendas parlamentares para o Rio Grande do Sul. Conforme o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi (SP), os 44 deputados federais e 11 senadores do partido concordaram em doar R$ 1 milhão cada dos recursos destinados aos parlamentares.

 

É você, Lula!

 

O fiasco histórico do 1º de Maio na festa dos sindicatos em São Paulo, com a presença de um constrangido presidente Lula da Silva no palco, é amostra do diminuto poder popular deste que é, por ora, o maior líder político que o Brasil já teve desde Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek. Lula quer fazer História – caso se reeleja, em 2026, será o mais longevo democraticamente no cargo. Tem bela trajetória, manchada pela Operação Lava Jato que, bem ou mal, expôs as entranhas das relações sujas de empreiteiras com o Poder público. Fora isso, Lula é uma figura singular e se elegeu em 2022 pela força da sua imagem. Não foi ajuda do partido. Está acima do PT, que corre o risco de desaparecer depois de Lula. Mas não percebeu ainda que não tem mais o poder de outrora. Voltou ferido, sujo de batalha, vingativo, rancoroso, e o povo não quer vê-lo assim. Isso ficou exposto em reunião com o núcleo duro do Governo há dias. Ninguém teve coragem de avisar que a culpa não é dos ministros, nem do povo.

 

O Traíra

Foi um ministro de Bolsonaro quem vazou do grupo de WhatsApp dos “ex” para um veículo de mídia o áudio de Mauro Cid desancando Alexandre de Moraes. Agora ele é O Traíra.

 

Quem é que foi?

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, escolheu mil convidados VIP para a turma do gargalo no show de Madonna em Copa. Foi uma das contrapartidas da Agência Bonus Track pelos R$ 10 milhões de patrocínio. A prefeitura negou que teria direito a ingressos, mas a Coluna teve acesso ao contrato no qual a agência propôs isso como contrapartida.

 

Giroflex a caminho

A sede da Companhia de Ferro Ligas da Bahia, a conhecida Ferbasa, foi alvo de busca e apreensão na manhã em que Assembleia Geral que analisaria as contas de 2023 e a distribuição de dividendos seria realizada. O estrago foi grande nas salas da empresa. Um antigo proprietário questiona as contas na Justiça.

 

Locação & desmanche

Embora não se pronunciem sobre o caso, as grandes locadoras de veículos do País investem em tecnologia para rastreamento de veículos em capitais onde foi descoberto um esquema de sucateamento. O bandido aluga um carro, leva para um desmanche e troca as peças novas por usadas e ou defeituosas. A locadora só descobre nas oficinas.

 

Tambaú

O grupo empresarial do Comendador Roosevelt Matias de Santana fez oferta aos proprietários do tradicional Hotel Tambaú, de João Pessoa. Herdeiro de fortuna de pai português, com participação em cassinos e vinícolas, o paraibano quer reativar o resort na beira-mar com serviços de luxo.

 

ESPLANADEIRA

# Mundo GEO realizará webinar “Mercado Espacial e o papel do Brasil”, dia 15, para jornalistas.

# SNAVE prevê formação de professores para prevenção de violência nas escolas.

# Serasa Experian: Nordeste abriu quase 60 mil empresas em janeiro.

# Sleeping Giants Brasil entra na luta para combater desinformação sobre as enchentes do RS.

# Grupo New Pet, fabricante de rações no Paraná, doou 1,5 T de produtos para cães e gatos resgatados na enchente do RS.

# Correios já arrecadaram mais de 1,5 mil toneladas de donativos para distribuição à população do RS.

 

***************************************************************************************

 

 

Mais uma bravata

 

O Governo do Maranhão tenta se aproveitar de uma decisão favorável do STF relativa a precatórios do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) para fazer um afago nos professores da rede pública. Mas, na verdade, quando chamado a se manifestar na ação judicial, atuou para se apropriar desse dinheiro. Na ação judicial que corre há mais de 20 anos, a Procuradoria Geral do Estado disse que “não se amolda ao texto constitucional qualquer a previsão de vinculação de elevados recursos financeiros e orçamentários oriundos de precatórios recebidos após condenação judicial para pagamento do funcionalismo público”. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Pública Estadual e Municipais do Estado do Maranhão conseguiu garantir quase R$ 3,9 bilhões para a educação. Essa discussão envolve recursos do Fundef que deixaram de ser repassados entre 1998 e 2006. Procurado, o Governo do Maranhão não se manifestou até o fechamento desta edição da Coluna.

 

Golpe voador

O programa Voa Brasil, iniciativa do Governo Federal que vai proporcionar descontos em passagens aéreas, nem foi lançado e já é alvo de golpistas. Sites e links maliciosos estão usando o nome do programa e do Ministério de Portos e Aeroportos para capturar dados pessoais de usuários. O programa oficial está em fase de estudo e ainda não tem data para lançamento.

 

União e diálogo

Nas inserções do União Brasil que estão sendo veiculadas na TV aberta, o novo presidente estadual do partido no Rio de Janeiro, Rodrigo Bacellar, destaca a importância do diálogo para as grandes transformações. Além disso, reforça a necessidade de somar forças em torno da pauta da segurança pública no RJ.

 

Luz no fim do túnel

O PSDB – com bancadas enxutas no Congresso e câmaras municipais – tenta retomar fôlego como voz de oposição ao Governo do PT. E o canal escolhido foi o Instituto Teotônio Vilela. O principal alvo dos ataques é a transparência do Governo. “Em flagrante desrespeito à lei, a CGU mantém quase 50 pedidos de acesso a informações engavetados”, diz no documento chamado “Farol da Oposição”.

 

Placar apertado

O placar da aprovação do novo seguro obrigatório para veículos (DPVAT) no Senado mostra que o Governo está com dificuldades na articulação na Casa. Foram 41 votos a favor, o mínimo necessário para aprovar a matéria, e 28 contrários. Placar apertado, embora o Governo tenha dado ao texto prioridade para aumentar em R$ 15,7 bilhões o limite para as despesas da União.

 

Malha precária

Relatório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançado dias antes das trágicas chuvas mostrou que 81% das empresas do Sul sinalizaram a precariedade da malha de transporte como principal gargalo de infraestrutura. A má qualidade dessas infraestruturas, que tende a piorar, tem impacto direto sobre os acidentes, o meio ambiente e a competitividade da região.

 

ESPLANADEIRA

# A Editora Edebê investe R$ 30 milhões para ampliar os recursos pedagógicos impressos e digitais nas coleções didáticas. # Childhood Brasil promove exibição do curta-metragem ‘Eu tenho uma Voz’ em São Paulo, no CEU Inácio Monteiro no dia 09 de maio, às 20h. # Prolata Reciclagem e Instituto Akatu lançam formação online gratuita para educadores. # Acordo interministerial permitirá internacionalização e comercialização do artesanato brasileiro. # Sebrae: quase 60% das contratações, pequenos negócios aquecem economia em março. # MPT promove campanha Maio Lilás que reforça a importância da participação de jovens em sindicatos.

 

**********************************************************************************

 

 

Zonas de milícias

 

O Tribunal Regional do Rio de Janeiro instituiu, pela segunda eleição consecutiva, um Gabinete Extraordinário de Segurança Institucional (Gaesi/TRE-RJ). O órgão reúne representantes de forças de segurança, de diferentes esferas, e autoridades públicas que atuarão em conjunto – de modo coordenado -, na prevenção e no enfrentamento de condutas criminosas e ilícitos eleitorais. À Coluna, o TRE-RJ confirma que haverá também a alteração de seções eleitorais em áreas mapeadas como sensíveis. Serão pelo menos 50 mudanças: “Os novos destinos estarão dentro da área de cobertura de cada Zona Eleitoral, para que não haja prejuízo ao eleitor com relação ao deslocamento, preservando o critério de proximidade entre o local de votação e o domicílio eleitoral”.

 

Fundão solidário 

Partidos políticos podem ajudar e muito as vítimas da tragédia no Rio Grande do Sul doando parte do fundo eleitoral para as regiões afetadas. Essa é a ideia defendida pelo senador Jorge Kajuru (PSB-GO). O chamado Fundão destinará R$ 4,96 bilhões para financiar as eleições municipais de 2024.

 

Alerta

A pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), que confirmou queda de cinco pontos percentuais na aprovação do Governo Lula, acendeu alerta no Planalto. Principalmente pelos dados da sondagem sobre as eleições municipais: 31,3% vão votar em apoiadores ou apoiados por Lula, 19,7% em apoiadores ou apoiados por Bolsonaro; 28,4% não se importam por quem o candidato é apoiado.

 

$O$ Farroupilha

O corte do ICMS feito pelo Governo Federal em 2022 deixou o orçamento do Rio Grande Sul no vermelho.  A tragédia causada pelas fortes chuvas no Estado, neste mês de maio, impossibilitou o reequilíbrio das contas. À Coluna, o Prefeito de Farroupilha, Fabiano Feltrin (PL-RS), posiciona: “Os recursos não estão chegando para os municípios. Nós estamos pedindo socorro. Tem que ter um projeto emergencial, agora!”.

 

Intempéries

As intempéries na região Sul do País comprometeram o estoque de barcos pequenos a motor, jet ski e botes. Empresários, condomínios e associações abriram o bolso pra custear resgates e ajuda humanitária. A demanda agora está em São Paulo.

 

Custo Madonna

O deputado Abilio Brunini (PL-MT) quer saber se algum recurso público do Governo Federal foi utilizado no show da Madonna, seja por aplicação direta, indireta ou via alguma lei de incentivo à cultura. O requerimento (RIC 1284/2024) no qual pede posição da Casa Civil já está na Mesa Diretora da Câmara.

 

Gestão Cármen

 

Antes de assumir oficialmente o comando do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Cármen Lúcia pavimenta as regras que vão sustentar sua gestão pelos próximos dois anos. A prioridade da ministra para este ano é o enfrentamento da desinformação e do uso indevido de inteligência artificial (IA) nas Eleições Municipais de 2024. Ela relatou 12 resoluções, chanceladas pela Corte Eleitoral, que norteiam e disciplinam as regras que serão adotadas no pleito de outubro. A ministra reforça uma frase que tem repetido em conversas, entrevistas e palestras sobre a Inteligência Artificial. “Que essa tecnologia não seja usada para desservir à Democracia, aos eleitores e às garantias das liberdades”. Cármen Lúcia vai substituir o ministro Alexandre de Moraes a partir de junho, para o biênio 2024-2026.

 

Juiz de paz

O líder do governo no Senado, senador Jaques Wagner (PT-BA), recebeu a missão do Planalto para reaproximar o ministro Fernando Haddad e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), após o atrito provocado por declarações do chefe da Fazenda. A estratégia deu certo: ambos admitem o fim das tensões e o diálogo foi retomado.

 

No ostracismo

Demitido da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) por faltar ao serviço sem justificativas, abandonado pelo clã e séquito Bolsonaro e sem apoio do próprio partido – o PMB (Partido da Mulher Brasileira) – o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub amarga ostracismo político. Cogitou se candidatar à Prefeitura de São Paulo, mas a legenda não embarcou no projeto aventureiro.

 

Força restrita

A Força Aérea Brasileira (FAB) não revela os valores dos custos das viagens dos voos que transportam autoridades. À Coluna, posiciona: “Os custos operacionais das missões em aeronaves são considerados estratégicos por envolverem aviões militares. Portanto, são informações restritas em prol da segurança das operações aeroespaciais e da defesa do país”.

 

Massa falida

A desocupação da sede do Incra de Alagoas pelo MST só ocorreu após o novo superintendente, Junior Rodrigues do Nascimento – indicado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira – garantir que vai atender às demandas do movimento. Uma delas é a destinação das terras da massa falida da Usina Laginha para a reforma agrária.

 

Ação fantasma

Em depoimento no Senado, Thales de Queiroz Sampaio afirmou à CPI da Braskem que a empresa processou o Serviço Geológico do Brasil (SGB), do qual ele é ex-diretor. Ocorre que a ação, que provocou alvoroço entre os membros da comissão, simplesmente não existe. A tal peça fictícia que, segundo alega, cobrou R$ 1 bilhão por danos morais à instituição jamais apareceu. Não há sequer registro de processo da Braskem contra o SGB.

 

**************************************************************************************

 

 

PL agora ignora inspeção das urnas

 

Condenado em 2022 ao pagamento de multa de R$ 22.991.544,60 por litigância de má-fé, após questionar a segurança das urnas, o Partido Liberal (PL), do ex-presidente Jair Bolsonaro, decidiu adotar postura distinta para o pleito municipal deste ano. O partido ainda não se manifestou se vai fazer a inspeção do código-fonte dos aparelhos e dos sistemas eleitorais que serão utilizados nas Eleições Municipais de 2024. Há sete meses, o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disponibilizou o código-fonte como parte do Ciclo de Transparência. Além de abrir o código-fonte, o Tribunal também realizará esse mês o Teste de Confirmação, no qual são verificados os aprimoramentos feitos pela equipe do TSE para barrar investidas.

 

Corda bamba

Não foi só o ato esvaziado de 1º de Maio que levou o ministro Márcio Macêdo, da Secretaria-Geral da Presidência, à corda bamba. Há queixas da falta de integração do ministro com os titulares das Assessorias de Participação Social e Diversidade instituídas nos gabinetes de todos os ministérios pelo presidente Lula da Silva. A bancada do PT na Câmara tem pelos menos dois nomes para substituí-lo.

 

Jogada

A base do Governo no Senado arquiteta uma jogada para evitar a derrubada do veto às emendas de comissão aos congressistas no valor de R$ 5,6 bilhões. A articulação é para aprovar hoje o projeto de lei complementar (PLP 233/2023) e aumentar em R$ 15,7 bilhões o limite para despesas da União. Se aprovado, o Governo vai propor R$ 3,6 bilhões para compensar o corte de emendas.

 

Cadê?

Cadê a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), moradora do bairro nobre Tristeza, em Porto Alegre. E o dinheiro do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), conhecido como “banco dos Brics”, que ela preside, para ajudar o Rio Grande do Sul?

 

Escondido$

O Partido Liberal (PL) esconde os gastos das viagens e hospedagens do ex-presidente Jair Bolsonaro bancadas pelo partido. Questionada há duas semanas, a assessoria não se posicionou até o fechamento desta edição.

 

Campanha

O Senado lançou campanha para arrecadar 5 mil cobertores para o RS. À frente da iniciativa, o senador Paulo Paim (PT-RS) diz que é preciso muita união e que “as divisas ideológicas sejam esquecidas para o bem-estar da população”. Até o momento, já foram arrecadados cerca de 3 mil cobertores.

 

ESPLANADEIRA

# Mycon :consórcio de imóvel representa 36% do volume de vendas da empresa.

# FenaCap: Capitalização arrecadou R$ 4,8 bilhões, alta de 6,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

# Clube de Leitura CCBB 2024 homenageia obra de Lima Barreto.

# Motz fecha 2023 com mais de R$ 1,172 bilhões de receita líquida.

# IDS oferece seminários, entre 6 e 10 de maio, para cidades se adaptarem às mudanças climáticas.

# Conab e MDS preparam doação de 52 mil cestas de alimentos a famílias gaúchas atingidas pelas enchentes.

 

**************************************************************************

 

 

Brasil oferece ajuda a Palestina

 

O conflito israelo-palestino, iniciado em outubro de 2023, já dura cinco meses e conta com mais de 32,5 mil mortos, segundo dados do Ministério de Saúde de Gaza. Durante todo esse período, conforme dados do Itamaraty solicitados pela Coluna, o Governo brasileiro doou às populações atingidas, por meio da Agência Brasileira de Cooperação, 190 purificadores de água portátil; kits de medicamentos e insumos para emergências em saúde; 30 mil kg de refeições desidratadas nutricionais; e 2.505 kg de alimentos. Além disso, o Brasil mantém doações à Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina que devem chegar a mais de R$ 2 milhões neste ano. Criada em 1949, a agência da ONU desenvolve ações sociais, como educação, saúde e moradia, destinadas a palestinos na Faixa de Gaza, Cisjordânia, Jordânia, Síria e no Líbano.

 

Regalias do detento

Preso há mais de um mês, o deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ) segue com regalias de parlamentar. Mantém com altos salários 28 pessoas – entre secretários parlamentares e assessores em cargos de natureza especial – em seu gabinete. Além disso, continua de posse do apartamento funcional em região nobre de Brasília. O processo de cassação contra ele se arrasta no Conselho de Ética.

 

Empatados

Sondagem divulgada ontem pela Paraná Pesquisas mostra o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), e o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) tecnicamente empatados, na estimulada e espontânea, para a Prefeitura. No cenário estimulado, Nunes tem 27,3% e Boulos surge com 25,7%. O apresentador de TV Luiz Datena (PSDB) aparece em 3º lugar com 15,3%.

 

Curiosidade

Uma pesquisa divulgada pela PreFab Future sobre intenção de votos para prefeito do Rio de Janeiro aponta uma curiosidade: 17,2 % dos entrevistados não sabem avaliar a atual gestão do prefeito Eduardo Paes (PSD). Em todas as pesquisas já divulgadas até agora, de diferentes institutos, o prefeito, que disputará a reeleição, lidera as intenções.

 

Cerco aos VIPs

Um ofício com a assinatura de 500 pessoas foi protocolado na Prefeitura do Rio de Janeiro requisitando a lista dos mil convidados VIPs escolhidos pela gestão de Eduardo Paes (PSD) para o show de Madonna no próximo sábado. Os VIPs ficarão numa seção reservada – e cercada com tapumes de 2m – em frente ao palco da cantora. O abaixo-assinado foi organizado por um morador de Campo Grande, o empresário Kau Magno.

 

Indenização

O setor segurador pagou cerca de R$ 39,1 bilhões em indenizações nos dois primeiros meses de 2024. Segundo levantamento da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), o total representa uma alta de 1,5% se comparado com o mesmo período de 2023. A performance positiva também foi vista na arrecadação, que somou R$ 68,3 bilhões com crescimento de 17,3%.

 

**************************************************************************************